terça-feira, 31 de agosto de 2010

A responsabilização democrática

Económico:

"O Presidente da República recebe na quarta-feira em audiência o Procurador-Geral da República. Fonte oficial da Presidência da República confirmou que o encontro foi iniciativa do Presidente da República mas não adiantou os motivos da reunião."

Será desta?

Aditamento em 1.9.2010.

Não, não foi desta. Pinto Monteiro disse que continua a ter todas as condições para continuar a ser PGR. Tal como no início. E reafirma tudo o que disse ao DN. Ou seja, que se sente rainha de Inglaterra...

Por isso deve presumir-se que o encontro, da iniciativa do PR, foi para este manifestar ao PGR Pinto Monteiro que está no bom caminho e que assim é que é.
Foi, não foi?

12 comentários:

joserui disse...

Estou com uma rotura de ligamentos... se o estimado José e leitores não se importam, vou esperar sentado. -- JRF

rita disse...

Presidente? Da República? De qual?
Ou será que houve eleições e não me apercebi? É que na espécie de país em que vivo há muito que há problemas (gravíssimos) mas de PR nem "jeitos"... :-)

Isaac Baulot disse...

Seria mais fácil a dois camelos passarem pelo buraco de uma agulha.

Camilo disse...

(Será desta?)
...Não acredito!!!

Karocha disse...

O quê José?

100anos disse...

Isto só lá vai com um murro na mesa.
E eu não estou a ver Cavaco a tomar uma atitude corajosa, ele que já se notabilizou pelas meias tintas, pelas constantes hesitações e recuos e pela pusilanimidade.
Também não estou a ver Pinto Monteiro a ter um assomo de dignidade e a bater com a porta.
Não contemos, pois, com algo de novo, para além de algum "control damage", que é a grande preocupação de quem não sabe tomar atitudes mais a sério.

rita disse...

Acho que foi isso mesmo!
Fiquei descansadíssima com esta frase "(...) o poder político decidirá que espécie de Ministério Público quer ter” ...
Está-se mesmo a ver, não está?!

Cosmo disse...

E lá passaram os dois camelos pelo cu da agulha.

Camilo disse...

pois, pois... o poder político...!

Karocha disse...

Claro...o poder político...!
Que outro?!

Camilo disse...

Ó Karocha...
Com "o poder político"... o Moleiro tinha ficado sem a terra e sem o moinho...!

Karocha disse...

Acha Camilo?!