quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ana Gomes de pá em punho

Ana Gomes, no i, é notícia por "defender a intervenção de Cavaco e demissão do PGR e Cândida de Almeida", divergindo assim da linha oficial do PS.

Mas que não haja enganos: o que Ana Gomes defende não é um retorno salutar do MP ao carreiro da autonomia e independência dos seus magistrados nos termos da lei de processo.
O que Ana Gomes pretende é que se "vá ao fundo do caso Freeport, porque se foi tudo uma montagem, temos de saber quem é que está por detrás da montagem".

E para tal, "é inacreditável que um processo que envolve o primeiro-ministro não tenha sido acompanhado ao mais alto nível, tenha demorado tanto tempo e não se tenham feito as diligências básicas".

Duvido muito que Ana Gomes saiba o que são as tais "diligências básicas" e se as mesmas compreendem buscas e diligências similares na sede do seu partido, e na casa de responsáveis pelas contas do seu partido, atentas as suspeitas levantadas, não na famigerada carta anónima, mas pelas autoridades inglesas.

E até pergunta "porque não se fizeram?"

Estou certo que se se tivessem feito, seria a própria Ana Gomes a tomar o freio nos dentes, como de costume e assentar armas e bagagens no largo do Rato, em reuniões de emergência para lutar e suster a ofensiva contra o partido e acabar com mais uma cabala contra um partido inerme.
Ana Gomes pretende "reformular a justiça" segundo diz, mas tenho a certeza que aquilo que verdadeiramente pretende é apenas condicioná-la totalmente, à semelhança do Estado Novo e a favor dos seus e do seu clube restrito que abrange um putativo primeiro-ministro em potência que foi e voltou a ser acusado publicamente de actos vergonhosos. E nunca conseguiu que os difamadores fossem condenados por isso.

5 comentários:

Mani Pulite disse...

O DILEMA DA GOMES.SENDO UMA CABALA É PRECISO IR ATÉ AO FUNDO.SE SE VAI ATÉ AO FUNDO DESCOBRIMOS QUE AFINAL NÃO É CABALA COISA NENHUMA E TUDO É VERDADE.QUEM SABE QUE TUDO É VERDADE SEGUE OUTRO CAMINHO.ENCOBRE TUDO E TAPA COMO PODE E ASSOBIA PARA O LADO ESPERANDO QUE CONSIGA PASSAR ENTRE OS PINGOS DA CHUVA.A GOMES NÃO TEM EMENDA.QUERER SACRIFICAR QUEM COM TANTO EMPENHO E MILITÂNCIA ENCOBRIU TUDO E TODOS PASSA PELA CABEÇA DE ALGUÉM ,MESMO QUE SEJA UMA MILITANTE TONTA?OS PRÓPRIOS E O XEFE DEVEM ESTAR REVOLTADOS. AINDA ACABA EXPULSA COMO O NARCISO.

Carlos disse...

Testemunho

Tenho por Ana Gomes, respeito e admiração. Nem sempre estou de acordo com as suas posições, mas, acredito na honestidade das suas convicções.
No caso concreto, não retiro a conclusão da PL.

O caso "Freeport" é só mais uma vergonha nacional a juntar a tantas outras.

C. S.

Camilo disse...

Outra hipotese Ana Gomes:
1. O ataque à liderança (!!!)
(sim... e porque não?!)...
---
Todavia, depois das aterragens e descolagens das Lages... também pode (com P), de facto, candidatar-se à "Lista-do-Narciso"...!

ferreira disse...

Eu também acho, Carlos.
No Freeport, na Cova da Beira, e por aí fora, como no caso do Fax da Macau, o que deve é condenar-se quem pagou a corrupção e deixar os inocentes corrompidos em paz, que mais não fizerem que olhar pela sua vidinha.
Devíamos ter realmente vergonha por não enaltecermos quem afinal mais não fez que meter ao bolso uns milhões, em troca de um pequeno favor que nem prejudicou ninguém.

Manuel Pereira da Rosa disse...

No Estado Novo, ministros deste quilate saíam depressa pela porta dos fundos.