Páginas

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Um caso de injustiça

Público de hoje:


Noronha Nascimento, antigo pSTJ, entre 2006 e 2013 tem no excerto publicado o caso da sua vida. E foi de injustiça.

Teve outros casos, à margem da Justiça e alegadamente para lidar com assuntos de Justiça. Foi aqui, em Setembro de 2009, mesmo antes das eleições legislativas que o seu amigo José Sócrates ganhou com maioria relativa e considerou uma "vitória extraordinária ".  E foi. Ainda não se sabia nada do caso Face Oculta e de outros que surgiram depois...

Na altura desta fotografia pelo menos duas pessoas sabiam...e reuniram-se assim, nestas circunstâncias singulares para discutir temas de justiça em geral prometendo mais reuniões do género. Que aliás nunca mais se concretizaram. Foi um tiro único e terão sido abatidos alguns coelhos.

Aposto que nenhuma destas figuras, agora decorativas, defendem a "delação premiada"...


4 comentários:

Lopes disse...

Um dia, nos idos anos 90, um bem sucedido empresário têxtil disse-me que não confiava em nenhum homem que "gastasse menos de metro e meio de fato".

josé disse...

E que se albardasse a preceito, já agora...

Floribundus disse...

'ómen pequenino, ou velhaco ou dançarino'

'tutti buona gente!' com ou sem gesto em leque dizem os italianos

“Sono tutti buona gente, ma tutti ladri”, no Brasil

Unknown disse...

Voltarei a acreditar na "justiça" cá da paróquia quando vir engaiolado esse quarteto mafioso.
Quanto à Candinha, sendo uma senhora, uma forte reprimenda para evitar futuros desvarios...