sábado, 16 de junho de 2018

A Censura é Livre

Hoje no Expresso uma recensão crítica a um livro de Rui Tavares sobre a Censura no tempo do Marquês de Pombal é um mimo.


Não li o livro do Livre Tavares mas ao ler estas notas em que se dá conta da Censura do Marquês, como instrumento das Luzes até fico encandeado. O encómio ao Marquês que pôs os jesuítas na alheta e desbastou uma teocracia serôdia, compreendo: os déspotas, mesmo os que defendem um Livre que mais não é do que uma máscara marxista de uma qualquer revolução cultural que já foi leninista, estalinista, trotskista e maoista, gostam do mando em exclusividade. Afeiçoam ditadores que apelidam depois de iluminados, como este Pombal. Só se compreende por um motivo: gostam da Maçonaria e por isso são publicados pela Maçonaria ( Tinta da China, com olho à maneira do cu)

Para me orientar em tal espanto e vergonha fui reler algumas passagens da biografia temática sobre o mesmo Marquês de Pombal, feita por Camilo Castelo Branco na altura do Centenário do indivíduo.

De resto melhor que eu já alguém fez um retrato aprimorado do maçónico déspota que nos atrasou décadas na educação e contribuiu como poucos para o analfabetismo que existia no tempo dos reis e se prolongou para o tempo maçónico da Primeira República. Basta ver aqui este gráfico:



Como escreve Camilo este déspota iluminado, "em 1770 cominava grandes penas a quem possuísse e não entregasse para a fogueira  a Analyse de Bayle, o Dcicionaire Philosophique de Voltaire, o Nouveau Dictionaire historique portatif, as Lettres turques, as Oeuvres Philosophiques  de la Mettrie, etc. Que desfaçado impostor! Ele lia tudo isso, e esforçava-se por manter o povo nas trevas, receando a reacção da filosofia. Que civilizador, ó Centenistas!"

Deve ser isto, esta Censura iluminada que o tal Livre Tavares chama de "saber". Quem sabe, sabe...

 Aqui ficam páginas do livro de Camilo que demonstram o grande Iluminado que foi o tal Marquês que aboliu a escravatura cá mas manteve os seus escravos, incluindo no Brasil onde tinha negócios; expulsou os jesuítas mas manteve a Inquisição e a Tortura, etc etc.








Quanto a este Tavares quem é que lhe subsidia estes escritos imbecis?

34 comentários:

zazie disse...

Este Tavares ´um dos maiores cretinos que por aí apareceu. Com agravante de se fazer passar por grande intelectual com doutoramento em ateísmo militantes a que chamou tese acerca do Marquês de Pombal.

Ele chegou a festejar o dia de aniversário do marquês, em resposta ao dos pastrinhos de Fátima.

È filho da Nova e mailos rosas que por lá também fizeram carreira.

zazie disse...

No caso do idiota nem coeçou pela maçonaria. Aquilo é demência à Bode Esperança.

Mas, como bom carreirista, há-de ter farejado por onde pingava.

Ele é louco desde sempre. Chegou a atirar-se à Maria José Ferro para lhe bater. Pelos motivos de sempre- um fanático ateísta e escardalho.

zazie disse...

Mas esta anedota barnabeica tem mesmo o Marquês por alter-ego.

Uma vez, ná nos barnabeicos por onde começou a carreira, chegou a estabelecer uma tabela de hierarquias de piadas que deviam ser censuradas e outras não.

À frente da censura vinham piadas a maricas. As que deviam passar, por até serem pedagógicas eram piadas ao clero e a tudo que tivesse a ver com a "ICAR" (como lhe chamam).

josé disse...

Um cabrão, portanto.

zazie disse...

Isso mesmo


":O)))))))

Ele dizia que se mandasse mandava retirar o brasão de Évora por ter lá um mouro a ser degolado.

Estes mija-nos-fiandos são uma praga sempre igual.

A cagotaria da Revolução Francesa ou a formiga branca têm a mesma estirpe.

zazie disse...

Quando o José iniciou este blogue, fez um post onde se falava dele. Não me recordo concretamente do tema mas vinha lá uma passagem escrita por ele.

Eu comentei e disse o que sempre pensei acerca deste chibo- que era um demente ateu-militante e citei alguns exempos do mesmo, incluindo no Barnabé.

Apareceu um bacano escardalho que comentava no Cocanha e ficou todo enxofrado a dizer que eu estava a fazer um processo de intenções com umas coisas escritas há imenso tempo e que nunca poderiam retratar a mesma pessoa passados não sei quantos anos.

Ainda bem que se comprova que não fui eu que fiz qualquer processo errado mas ele que continua na mesma. Porque este ateísmo militante há-de ser maleita identitária, como para outros é a rabetice.

lusitânea disse...

É um grande educador dos pretinhos da Cova da Moura.E como para eles os polícias têm aspecto de padres lá vão todos para o tribunal depois dos activistas terem mobilizados os seus no aparelho de Estado...

PS

O chique agora é murais ao Amílcar Cabral e cá dentro onde todos devem ir ajoelhar e pedir perdão por não sei o quê...e pagar sempre e com abundância senão...

PS1

Um gajo que não consegue ser eleito reiteradamente e tem todas as portas abertas da propaganda.Mistérios...

Floribundus disse...

estive nos Arquivos de Viena e Rosenau (onde nasceu o marido da rainha Vitória)
'o marx de Pombal' tornou-se pedreiro em Viena por influência do 2º sogro

sempre foi um sujeito detestável
egoista, hipócrita, prepotente, arrogante ...

o episódio dos Távoras mostra bem o seu carácter

Floribundus disse...

lapso
'não onde'

muja disse...

Vê-se logo pelo estilinho de cagalhoto.

Um não-sei-quê de beatice que eles todos cultivam na, e para a, figura que apresentam.

Vou recorrer ao bárbaro que, para estas coisas, se presta bem: um belo wanker.

Zephyrus disse...

O Marques enriqueceu bem no Poder...

Governou, diga-se, em tempos de vacas bem gordas. Assim tambem eu... o ouro vinha com fartura do Brasil, isso do ouro do rei D. Joao V nao corresponde bem a realidade. O ouro veio em grandes quantidades ate ao final do seculo XVIII, e com o Marques no poder a fuga ao fisco da epoca diminuiu...

Os Jesuitas criticaram as opcoes economicas do homem e foram corridos...

O caracter do ditador ve-se bem neste episodio que passo a relatar: os pescadores de Monte Gordo vendiam o peixe em Castela, do outro lado do rio, pois os impostos eram muito mais baixos. O Marques para controlar o negocio da pesca no sotavento algarvio manda fundar Vila Real de Santo Antonio. Quando os pescadores se recusam ocupar as casas da nova vila, manda queimar e destruir as casas de Monte Gordo. Os pescadores fogem entao para La Higuerita, hoje a cidade de Isla Cristina, mais povoada e com mais pescas e fabricas que Vila Real... que por sua vez foi vila fantasma ate meados do seculo XIX, ate aparecer um Parodi, italiano, ou uns andaluzes que lancaram a industria das pescas...

Hoje Vila Real de Santo Antonio tem uma divida brutal... fala-se em perto de 150 milhoes de euros. E o ex-presidente, do PSD, nutre grande amizade por Cuba.

O Marques lancou as bases da politica de certo partido politico portugues... enriquecer no poder, destruicao de elites, economia controlada pelo Estado, monopolios e oligarquias, etc. O Ratton nas suas memorias tem episodios que se parecem muito ao que aconteceu em Portugal desde a revolucao abrileira.

Zephyrus disse...

Jose comprei a Le Point, tem uns artigos sobre a ditadura do politicamente correcto.

No meio fala de um socialista frances que nos anos 60 escreveu sobre a estrategia de controlo do espaco mediatico. Resumidamente, so pode haver espaco para a Esquerda na discussao publica mediatica. A Direita, sera para banir...

Zephyrus disse...

Este Marques fez pouca coisa boa.

Acabou com a discriminacao aos cristaos-novos, mas nao sei se tal nao tera sido apenas feito porque odiava a Alta Nobreza.

Nao acabou com a Inquisicao, que voltou a ganhar alguma forca com a Viradeira.

Proibiu as linguas indigenas no Brasil, o que olhando para tras ate foi algo positivo.

Concentrou os esforcos coloniais no Brasil, o que tambem fazia algum sentido.

muja disse...

Para o efeito interessa pouco se o saldo do Marquês é positivo ou negativo.

Para estes wankers beatos muito menos.

É visto como inimigo da Igreja e é tudo quanto basta para o idolatrarem.

Floribundus disse...

net
« Após o terramoto de 1755, a zona de São Paulo recebeu uma profunda reforma urbana por iniciativa do primeiro Marquês de Pombal e responsável político pela reconstrução de Lisboa. Assim, esta Travessa do Carvalho que até ao Edital municipal de 28/11/1895 fora o Beco do Carvalho, tal como a próxima Rua Nova do Carvalho evocam o irmão do Marquês enquanto em Campolide, o Alto do Carvalhão e a Rua do Arco do Carvalhão evocam o próprio Marquês de Pombal por terem sido terras suas desde a Cruz das Almas até à ribeira de Alcântara.

O Bairro dos Remolares na antiga freguesia de São Paulo foi uma dos que ganhou uma malha urbana pombalina após o terramoto. O plano urbanístico de Pombal resolveu a forte inclinação da vertente da Rua do Alecrim, prolongando-a numa espécie de ponte em dois grandes arcos sobre a Rua de São Paulo e a Rua Nova do Carvalho e, este plano mereceu especial atenção do Marquês de Pombal (1699-1782) que dele encarregou o seu irmão Paulo de Carvalho e Mendonça (1702-1770), que foi Monsenhor da Patriarcal de Lisboa, Inquisidor-mor e Presidente do Senado da Câmara (1764 a 1770), a par da administração de outras obras de primeira importância para a cidade, como os Paços do Concelho, o Depósito Público e o Cais da Ribeira. Nesta política tanto o marquês como o seu irmão e, ainda outros familiares, como o Morgado de Oliveira, construíram a expensas suas grandes edifícios na zona de São Paulo, sendo conhecido um projeto para casas do Marquês de Pombal na Rua de São Paulo, cujo desenho a tinta da china é assinado pelo próprio ministro.»

como o prec actual

Ricciardi disse...

Em 1936 o Salazar mandou fechar o magistério primário. Cinco anos depois não havia professores primários.

O que fez o Salazar, esse paladino da mínima instrução possível para a populaça?

Querem mesmo saber?

Estão preparados?

Salazar criou a figura do Regente. É o que era o regente?

Não.prática era rapaziada com a instrução mínima, com a 4a classe, que fazia a vez dos professores primários em falta.

Gente mal preparada, a esmagadora maioria com a 4a classe, tornaram-se professores da miudagem.

Para que?

Para poder dizer que, afinal, o povo estava menos analfabeto.

Esta bizarria não termina aqui. Aos regentes, sem preparação alguma é sem instrução, foi dada um côdea em salário. Metade daquilo que um prof ganhava. Todos queriam ser regentes dada a pobreza do país.

Assim se produziu mais um momento hilariante que a propaganda regimental fez passar. Um embuste.

Pôrque?

Pôr que Salazar nao queria o povo instruído. Queria-o dócil e temeroso para ser domável.

Ora, se ao nível mais baixo da educação esta se produzia nestes termos tão hilariantes , não restam duvidas de que a sociedade não estava preparada para competir com quem quer que fosse.

Por essa altura da ditadura salarista, a franca, a Espanha, a alemanha investiam na instrução educacional ã seria. Foi assim que chegados a 1950 todos os países tinham uma taxa de alfetizacak superior a 80% e Portugal com 55%.

Ora, se mesmo estes 55% eram produzidos com batota já se percebe quao mal preparados estavam os.portugueses para competir com os outros países.

Rb

Ricciardi disse...

Em suma, Salazar instruía o povo com professores com a 4a classe e os salazaristas destas caserna gostam muito disso. Não se compreende é que não gostem das novas oportunidades. Deviam gostar. Na volta não gostam Pôrque os Profs tem habilitações suficientes e este pessoal do aprecia novas oportunidades se os Profs tiverem a 4a classe.

Deus vos dê juizinho porque com o diabo a guiarvos nao ides a lado algum.

Malucos.

Rb

Ricciardi disse...

Querem mais?

O ministro da Educação da época teceu umas considerações num jornal diário, nos anos 30, em que dividia a população escolar nas seguintes percentagens:

-8% são “ineducáveis” – isto é, não se pode fazer nada por eles –
-15% são “normais estúpidos” – é preciso muito trabalho para conseguir deles alguma coisa de vez em quando
– 60% têm inteligência média e só...
- ...2% é que são “notáveis”… Portanto, à partida, 23% dos alunos são para pôr fora do sistema o mais depressa possível!

Rb

Ricciardi disse...

E ainda:

A instrução das massas devia ser básica, de 3 anos para as raparigas e 4 para os rapazes (isto já nos anos 50), e visava a que todos aprendessem a ler, escrever e contar. Só os privilegiados é que tinham acesso aos outros graus de ensino e a universidade era para um pequena elite que se autoreproduzia.

Rb

Ricciardi disse...

Agora que já perceberam o que era a educação no salazarismo talvez agora percebam a razão pela qual o pais era pobre e rural. Profundsmete desmecanizado, não apenas impreparado para competir com outros, mas sobretudo incapaz de produzir esperança aos residentes.

Por essa razão, entre outras, dois milhões de portugueses fugiram para a emigração.

Rb

Ricciardi disse...

Oh oh, diga lá uma coisa, eu gostava de saber, o que é que se sente quando se sabe a verdade acerca dum qualquer assunto e, deliberada e intencionalmente se produz informação enganosa para escamotear a verdade?

O que pode sentir uma alma que faz da vida um modo de enganar os leitores mais distraídos?

Há algum pacto secreto e conspirativo para trazer à tona a direita extremada ao país?

E o que ganha com isso?

Sai da cepa torta e acede a um posto melhor na bracara procuradoria ?

Eu ouvi dizer que as polícias estão a investigar movimentos da direita extremada que estão a cartelizar decisões em interesse próprio corporativo.

Esses movimentos parece que conseguiram infiltrar pessoal no sistema judicial nacional. Principalmente em Braga. Tudo começa em Braga, graças a Deus.

Hummm não lhes vejo grande futuro. Se não for à Polícia a desmantelar esta rede de extremistas ( os salazaristas empedernidos estão incluídos por tática de ascensão ao poder) será o povo a correr novamente com esta gente.

E quem não salta é botas, olé olé.

Rb

Severo disse...

Este andou na manifestação dos paneleirotes, e ficou marado da tola. E como dizia aquele tato , vivam os gays e as gainhas.

Severo disse...

Este andou na manifestação dos paneleirotes, e ficou marado da tola. E como dizia aquele tato , vivam os gays e as gainhas.

Lura do Grilo disse...

Pois eu passei pela educação no tempo de Salazar e era bem melhor, dada por gente com mais qualidade e mais dedicação à profissão que a que agora temos parida em Abril.

Infelizmente o golpe de Estado de Abril acabou com as escolas profissionais e todos são condenados a ser doutores da mula russa.

Arturo Peres Reverte foi obrigado a corrigir o discurso de um Ministro Espanhol mas se fosse por aqui o Costa seria esmagado.

Adelino Ferreira disse...

Podeis não gostar do Ricciardi mas tudo o que diz é verdade. Há muito mais horrores. Só mentes perversas podem estar de acordo com o regime AOS e sucedâneos.
Se lhe retirarem a net eles até têm vergonha de assumir os ideais políticos. Nem os amigos lhe conhecem os ideais, é assim género zazi... (olha minha anosa, tu é que disseste o que eu digo acima)

Anjo disse...

O Kosta? Uma categoria de pessoa! Cultíssimo!
Quando eurodeputado lá pelas Bruxelas, presidindo a uma coisa qualquer, mandou calar um colega do PE, argumentando que a língua daquela reunião era o inglês e não podia ser usado o alemão. O interpelado levantou-se e disse: "Não estou a falar alemão, mas sim basco".
Isto deve ser o resultado do ensino "fassista", eh, eh... ganda melão!

Adelino Ferreira disse...

Então o prof catedrático Marcelo Rebelo de Sousa, PRP diz que o Costa foi o seu melhor aluno no curso de Direito e o "anjinho" está quase a equiparar o Costa a moço de trolha?!

lidiasantos almeida sousa disse...

quando criticarem o ilustre ANTONIO COSTA , alto e para o baile. ele apenas tem a mania que os portugueses merecem que se faça tudo por eles, dedicado politica dos pobezinhos tadinhos,deixou uma carreira brilhante como advogado, escolhido ainda era estudante para futuro sócio da maior sociedade de advogados da península ibérica, SERIA UM HOMEM MUITO RICO Na ÁREA DO DIREITO DE peritagens.

a INVEJA E A CALUNIA UM DOS CANCROS DA SOCIEDADE PORTUGUESA. Só é invejoso e rancoroso o EUSEBISINHO do EÇA DE QUEIROZ.

Floribundus disse...

de acordo com a UE e PR
o actual governo não passa dum 'PEIDO ENCRAVADO'

Ljubljana disse...

Este tipo, o livre, é tão, mas tão iluminado, que eu dele, nem leio nem compro nada, prefiro bem viver nas trévas da ignorância das ideias deste idiota "endoutorado". Enquanto isso, a outra idiota convencida, coleguinha dele, também lançou um livro da breve história da Europa, para ver se engana prai uns tantos incantos com a sua visão marxista, como se o mercado livreiro não tivesse já uma boa dose de bibliografia séria e isenta do assunto. Patetas.

lidiasantos almeida sousa disse...

senhor moribundo, RESPEITO a sua opinião espero que respeita a MINHA. para um comentador que falou dos pretinhos da cova da moura, é triste haver pessoas racistas. No ano passado recebi um convite da fundação ALKANTARA para colaborar num espectaculo de habitantes desse bairro, que desconhecia, resolvi ir de taxi e lá chegada estavam há porta 3 policias fardados, que me perguntaram , se sabia o perigo de lá entrar. disse-lhes que missão aqui representam e quem os manda vir assustar pessoas. vou entrar e quando sair vou falar com os vossos superiores. o espectaculo era de cantos eram cantos e bailados com os jovens habitantes, percorri o bairro, aceitei doces e bebidas das senhoras mais idosas, estavam as ruas limpas e as crianças brocavam, à saída disse aos agentes,os vossos superiores fazem um péssimo trabalho.,há muitas maneira de prevenir rixas sem levantar ódio contra as autoridades, pois vivo numa grande cidade com grandes grupos étnicos e lá nunca fariam o que os senhores fizeram fardados e com pistolas. hoje não que é tarde mas amanhã falarei com os responsáveis e agora tratem de me arranjar um taxi. Estou sempre a receber mensagens dos jovens, mas infelizmente tive muitos problemas com a morte de fatiares e uma queda no aeroporto que me faz estar aqui a escrever com dois dedos.QUEM COLHE VENTOS RECEBE TEMPESTADES.. .

Anjo disse...

Ó Adelino, desde quando o que diz o avô cantigas do Marcelo é para escrever na pedra?

Ricciardi disse...

Por causa da vossa desobediência o José tem de trabalhar como mulher a dias. Noite e dia a dar o corpo ao manifesto.

Jose, estou contigo pá. Não queria ser chato mas, esqueceu-se de me limpar aqui atrás das orelhas e nos sovacos.

Vá, volte e faça o trabalho bem feito.

Rb

josé disse...

Acabou a festa do percevejo.