terça-feira, 23 de junho de 2009

Fui à beira do mar

Na semana passada, o Público juntou a uma das edições, um disco de João Afonso e João Lucas, - Um redondo vocábulo- com interpretações de temas musicais do tio daquele, José Afonso.
Desde então, não me sai do ouvido esta música de uma simplicidade fabulosa, aqui na versão original, mas cuja interpretação de João Afonso, naquele disco, em nada desmerece a original:


cortesia de www.letras.com.br

1 comentário:

MARIA disse...

Caro José,

Como expressar, realmente, toda a beleza, a harmonia a magia desta melodia, desta letra, deste canto?
Aqui fiquei presa a escutá-la todo o tempo que me foi possível, e a pensar como todo o tempo do mundo pode ser condensado num momento extraordinário...
Obrigada, muito sinceramente, pela partilha.
Ainda não havia tido oportunidade de aceder ao novo disco e conhecê-lo através de si que tem para a música uma sensibilidade mais que singular e extraordinária foi como descobrir mais uma das maravilhas que este nosso Mundo, apesar de tudo, ainda contém.