segunda-feira, 1 de junho de 2009

Os ricos

Segundo o jornal i de hoje, "As famílias portuguesas que caem nos escalões mais altos de pagamento de IRS, com rendimentos brutos acima de 50 mil euros, representam apenas 5% do número de contribuintes neste imposto, mas o seu peso do dinheiro que entra nos cofres do Estado é bem maior: 60%".
É esta a medida da nossa pobreza real e igualmente a medida do falhanço deste e doutros governos: os trabalhadores por conta de outrém da classe que devia ser média, são tratados como ricos, sem qualquer despudor para lhe irem ao bolso buscar rendimentos para os carros, as viagens, as depesas em pareceres, o Orçamento para um Estado-Administração, gordo demais e sem vontgade de emagrecer.
Se isto é um sucesso governativo, depois de 5 anos a mandar, e mesmo tendo em conta que os dados são de 2006, vou ali e já venho, porque não houve melhoria entretanto. Antes pelo contrário. O que ainda é outro fenómeno, porque como diz o i, "é uma área com pouca informação disponível e 2006 é o ano com dados mais recentes".
O Simplex tarda a chegar à estatística...
Podem bem limpar as mãos à parede, de tanto cascão que ganharam.

12 comentários:

Neo disse...

Portugal desceu aos infernus.
O sufrágio universal tem destas coisas.A manada é quem mais ordena.
Entretanto veja-se um pouco de jornalismo,coisa que vai escasseando,
http://www.tvi24.iol.pt/artmedia.html?id=1061750&pagina_actual=1&tipo=2

lusitânea disse...

Mas em Portugal ninguém gosta de ser contabilista.É tudo obra dos bons corações, do internacionalismo, das boas acções, de combater a pobreza mundial, de dar educação de borla a quem se apresente uma vez que as escolas não são SEF, mas só Min Finanças.
E todo um mundo de bem pagos a ir deixando o barco andar desgovernado.Ninguém a dar um piozinho sequer.
Portanto acho muito bem que paguem.E digo mais para tamanha carneirada eu pura e simplesmente combateria a pobreza "sacando aos ricos funcionários" tudo acima dos 3000 euros/mês.
Era um stress a colocar as coisas no respectivo lugar...

lusitânea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lusitânea disse...

Mas acalmem-se que se já têm queixas depois das eleições terão muito mais...

Rebel disse...

Meus senhores:
Isto parece-me ter pouco que saber.
O poder corrompe.
O poder absoluto corrompe absolutamente!
Sabemos disto há trezentos anos e continuamos a cair neste erro. O último adjectivo que aplicaria ao povo português seria "inteligente"

Mani Pulite disse...

Dia 7 de Junho tratem-nos como merecem.NEM UM VOTO NO PS!

Fartinho da Silva disse...

É a oligarquia reinante!

Diogo disse...

Uma eloquente medida de pobreza, sem dúvida. O que é que os meus amigos propõem?

Rebel disse...

O que proponho é tudo menos Bloco Central! E o Diogo, o que propõe?

Mani Pulite disse...

Tudo menos Bloco Central e Bloco das Esquerdas!Quarta República já!

zazie disse...

E quem é que avança com os tanques da 4ª República?

":OP

zazie disse...

Ainda se fosse uma monarquia. Agora mais maluqueira de reviralhos republicanos quando o nosso mal vem todo daí- do velho carbúnculo republicano.