sexta-feira, 5 de julho de 2019

Agora, só falta o outro...


José Alberto Azeredo Lopes é agora o 23º. arguido no caso do roubo de armas dos paióis de Tancos ocorrida a 28 de junho de 2017. O antigo ministro da Defesa foi ouvido pelo juiz de instrução criminal na quinta-feira já na qualidade de arguido como alegado co-autor dos crimes de denegação de justiça e de prevaricação no chamado caso do “achamento” das armas. Uma situação que considerou “absolutamente inexplicável” e “socialmente destruidora”: “Nada fiz de ilegal ou incorreto”.

Alguém julga que este totó assumiu tudo sozinho e nada disse a quem de direito?

Sem comentários:

O TCIC é para acabar...