sábado, 20 de julho de 2019

A viagem da Apolo 11 nos media


Em 20 de Julho de 1969, a esta hora ( 20:17 TMG)  o módulo lunar da Apolo 11, LEM,  acabava de pousar na Lua.

A televisão, em Portugal anunciava para o dia 21 de Julho, segunda-feira, a transmissão em directo, via Eurovisão, das imagens do módulo lunar e ainda a "transmissão de imagens da noite", ou seja do que ocorrera entre a hora da alunagem propriamente dita, às 20:17 ( ou 21:18)  do dia 20 e a hora do primeiro passo do homem na lua, às 2:56  ( ou 3:56)  da madrugada do dia seguinte.

Isso porque a RTP abria o 1º Período de Emissão às 6.28 e o 2º Período às 15:00, tal como se refere nesta página de programação da Flama de 18 de Julho de 1969. Portanto, não houve transmissão em directo do tal primeiro passo de Neil Armstrong na lua. A RTP terminava as emissões pouco depois da meia- noite com a "Meditação e Fecho".


Acho por isso extraordinário que haja pessoas que se lembram de ter ficado acordadas durante a noite para seguirem em directo uma emissão de televisão que não aconteceu...a não ser que tenha havido uma emissão extraordinária de que não há registos aparentes.

E daí talvez haja. O Diário de Lisboa, do dia 21 de Julho de 1969 relatava vários testemunhos de pessoas que tinham visto em directo o primeiro passeio lunar.


No dia anterior o mesmo jornal anunciava:



Portanto, provavelmente houve mesmo transmissão em directo e excepcional. Fica esclarecido o mistério que desde ontem me atormentava.

E ainda outro: logo no dia 22 o observatório Jodrell Bank anunciava a mais que provável catástrofe ocorrida com o Luna-15.



O Diário de Lisboa, esse, tinha outras informações: houve alunagem mas não se noticiava como...


Esta informação mediática pode ser vista aqui.

Da minha parte tenho memória de ter visto tv, mas apenas durante o dia 21 de Julho, na programação habitual e diurna.

Também as memórias daqueles que protagonizaram os próprios eventos não são as melhores, como se pode ler por aqui, na revista Visão História de há dez anos:


José Mensurado acompanhou a transmissão da Eurovisão durante várias horas, traduzindo os comentários do americano Walter Cronkite, da CBS. Porém não se percebe muito bem a cronologia e muito menos a menção a um artigo de Norman Mailer na Life que só apareceu cerca de um mês depois...

Enfim, fiquemos pelas imagens da Flama que em 18 de Julho, quando os astronautas já estavam em voo gravitacional à volta da lua,  só mostrava isto:


A capa era sobre o Zip-Zip e nenhuma referência à viagem à lua...antes às viagens dos portugueses pelas nossas estradas em que se matavam em acidentes.


Compreende-se que ainda não houvesse imagens do acontecimento, que aliás só surgiram alguns dias depois da amaragem da cápsula, em 24 de Julho.

A revista Vida Mundial de 1 de Agosto de 1969 mostrava isto sobre o acontecimento. Nada mais que isto:


E a capa era esta: um símbolo hippie já caído em desuso e um filósofo ateu.



Só em 15 de Agosto a mesma Vida Mundial mostrava as primeiras fotos:


Com a grande fotografia icónica do acontecimento, já depois da Nasa ter "trabalhado"  a foto para lhe embelezar o enquadramento.



A Flama só em 22 de Agosto teve acesso às fotos...feitas na lua:


A Newsweek americana, no dia 28 de Julho já punha na capa imagens da Lua...tiradas da tv.



Outra coisa que me intriga é a omissão em Portugal ao papel que a Espanha teve em toda a missão lunar.

A revista Historia y Vida deste mês explica o que nunca soube por cá, através da nossa informação:





A Espanha teve um papel fundamental na logística da viajem. Porque é que nunca o reconhecemos, por aqui?

Sem comentários: