Páginas

terça-feira, 7 de março de 2017

Assuntos sem notícias

Este, por exemplo e que foi notícia no Observador:


O evento, apresentado como conferência-debate na página de Facebook do movimento Nova Portugalidade, estaria marcado há cerca de duas semanas, para o auditório 2 da torre B da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa. A pouco mais de 24 horas da hora marcada (18h30 de terça-feira, 7 de Março), Jaime Nogueira Pinto, único orador, foi avisado de que, afinal, “Populismo ou Democracia? O Brexit, Trump e Le Pen em debate” não ia acontecer.

“Tinha sido convidado por um grupo cultural de jovens patriotas, de uma organização chamada Nova Portugalidade, para ir fazer uma conferência. Mas parece que numa Reunião-Geral de Alunos, a Assembleia Geral, que é maoista ou do Bloco de Esquerda, nem sei bem, fez um grande protesto a dizer que a conferência era uma coisa fascista, reaccionária e colonialista. Parece que a contestação subiu de tom e a Associação de Estudantes exigiu à direcção da faculdade, que já tinha cedido um espaço, para cancelar a conferência”, explica o escritor e politólogo ao Observador
.

Não se espere que a komentadoria residente nos canais de tv se pronuncie sobre o caso. Nem seqeuer será notícia, tal como hoje os jornais a omitem.

Se fosse uma conferência do Rosas&Flunser acerca da importância actual do marxismo no funcionamento da geringonça, até caía o carmo, a trindade e o palácio de Belém.

Por falar nisso: alguém perguntou já ao presidente da República o que pensa sobre o assunto? Pode ser com uma "selfie" à vista ou no intervalo de um queque numa feira qualquer.

A Censura e autos-de-fé da esquerda komunista são actos em prol da liberdade  e contra o fassismo.

Já assim o foram em Setembro de 1974:

6 comentários:

Bilder disse...

Se dúvidas houvessem que os que "berram" contra o fassismo,e clamam por "amplas liberdades" são na verdade social-fascistas(e alguns deles,não poucos,são mesmo adeptos do totalitarismo neomarxista). http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/universidade-nova-cancela-conferencia-ato-de-censura-para-uns-repudio-a-evento-nacionalista-e-colonialista-dizem-outros

Bilder disse...

O esquerdismo "progressista" promovido pelo grande Capital http://www.infomoney.com.br/blogs/economia-e-politica/economia-e-politica-direto-ao-ponto/post/5476997/por-que-george-soros-financia-movimentos-esquerda-entenda

PJMODM disse...

Com pertinência e relativo Ao tema veja-se o José Milhazes http://observador.pt/opiniao/russia-o-25-de-abril-sem-25-de-novembro/ e o apagamento do 25 de novembro dos calendários geringonços.

joserui disse...

E ainda pode juntar o seguinte: Em casos destes e dos juízes do post anterior, só um ceguinho é que não vê a quem estão entregues os pasquins… pois já não é a primeira vez, que me dizem que a direita domina a comunicação social. Eu também gostava de ler esses jornais e notícias todas de direita, mas não encontro disso em lado nenhum.
Uma vez que é gente de esquerda mas que não participa activamente na política, só posso concluir que a propaganda e o conceito das tais amplas liberdades está verdadeiramente interiorizado por quem se clama de esquerda.

zazie disse...

Isto é um nojo mas é nojo do establishment, portanto, aprovado.

Adelino Ferreira disse...

Aquilo foi para os apanhados... :-)))