Páginas

sábado, 26 de dezembro de 2015

Marcelo, sempre o mesmo...

RR:

"Marcelo exige que se apurem responsabilidades após morte no São José. Antigo comentador político considera que não é boa ideia cortar na saúde."

Coitado do candidato a presidente da República, vencedor antecipado da corrida mas sempre pertinaz na conquista de votos à esquerda, enganando os papalvos que o não conhecem.
Ainda não sabe o que se passou e enfileira no mantra da demagogia mais chã porque é essa a receita para o sucesso.

Não sabe porque razão os médicos daquela especialidade se recusaram a prestar serviço ao fim de semana, mas o Expresso desta semana noticiava a razão:

"Enfermeiros de São José foram os primeiros a recusar estar de prevenção aos sábados e domingos devido aos cortes de 50%, “arrastando” o resto da equipa de neurocirurgia vascular. Por isso, o Hospital acabou por não chamar ninguém quando David Duarte deu entrada com um aneurisma numa sexta-feira, tendo depois morrido por ser fim de semana e não haver quem o pudesse salvar."

Perante estas razões, semelhantes às dos trabalhadores da Tap ou do Metro ou coisas assim,  a responsabilidade de quem é? Pois, é do anterior governo que não lhes deu tudo o que queriam e castigou-os com "austeridade".
Os pobres médicos e enfermeiros, coitados, até queriam trabalhar ao fim-de-semana, mas o corte de 50% no suplemento remuneratório ( que nunca se diz qual seja porque isso agora não interessa nada...) impede-os de prestar o serviço e a culpa, claro, é do Governo dos "cortes".

Ainda bem que temos agora um Governo pronto para acabar com estes cortes e um futuro presidente da República que quer saber a razão que está à vista e foi proclamada: culpa do Passos...

Quanto ao problema de os doentes naquelas circunstâncias serem conduzidos a hospitais nestas condições quando há outros que não funcionam assim, é coisa que agora também não interessa nada. Tal como não interessa saber porque razão um hospital que acolheu o doente, sabendo de antemão tudo isto, enviou o doente para a "morte". E igualmente pouco interessará saber a razão dos burocratas do serviço respectivo do hospital de S. José em acolher o doente nestas condições, mantendo-o num lugar que sabiam que poderia significar a morte do mesmo.

A culpa disto tudo é do Passos e do seu ministro que cortou na Saúde para dar aos bancos, chamado Paulo Macedo. Quem o escreveu esta semana no Sol foi um atestado palerma a quem agora deram emprego no jornal, para escrever inanidades destas que a Esquerda repete e Marcelo aproveita para a sua campanha.

9 comentários:

Anjo disse...

Marcelo já só suscita asco: não é bom académico, não é bom professor, não é bom político, não é sincero nem honesto... numa palavra: não é NADA! Apenas um oportunista e um "great pretender"...

BELIAL disse...

Maquiavel à moda de celorico e do "meu braguinha".
Pantomineiro-mor do regime.
Bipolar sobredotado.

Floribundus disse...

a esquerda começou a gastar o dinheiro dos contribuintes

en doenças politicas como o aborto

nunca poderia pertencer a qualquer socialismo

ou seja à vacada que marrea em bloco para o mesmo lado

a falência vai chegar antes do OGE

mundo de hirsutus et cornutus

Terry Malloy disse...

A do "Great Pretender" é perfeita...

Quanto ao caso, apenas as ancestrais e inultrapassáveis indigência mental e corrupção intelectual dos meios de comunicação portuguesa impedem um raciocínio tão singelo como este:

1. Há alguma sociedade do mundo actual ou passado que tenha recursos para manter em todos os hospitais do país equipas de prevenção de neurocirurgia aos fins-de-semana?

Resposta: Claro que não, mas tem que haver em algumas...

2. Mas em Portugal não há em nenhum hospital uma prevenção dessa especialidade ao fim-de-semana?!?

Resposta: Sim, claro que há, mas não naquele.

3. Então por que razão não foi o paciente enviado para um hospital em que houvesse essa prevenção, mas sim para um onde há 3 anos deixou de haver?

Resposta: ...


Querem ver que o Ministério da Saúde sempre tem responsabilidades...



josé disse...

Os que se demitiram sabem que têm responsabilidades. Querem agora alijar para cima do Passos...

E só isso. O tal Cunha Ribeiro que há muito deveria ter-se demitido porque morava num apartamento do dono da Octapharma....

Terry Malloy disse...

O famoso "conviva[Convida]da Castilho", como se aprendeu em tempo neste espaço.
Lesto a acusar o ministro.
O anterior.
Não aquele que ocupa o lugar no momento em que, no SNS, resolvem enviar, numa 6ª-feira à noite, um paciente em risco de vida para um hospital onde ... há 3 ANOS não existe ao fim-de-semana a especialidade cirúrgica que o poderia salvar.

Quiz: se existir um evento qualquer, como um acidente rodoviário, de onde resulte um ferido grave que apenas com cirurgia se pode salvar, e esse homem for enviado para um qualquer hospital onde o bloco operatório deixou de existir há 3 anos (ou sete ou dezoito anos), a responsabilidade é do anterior governo?

lusitânea disse...

O "independente" Paulo Macedo é que é o bombo da festa.Só não percebo porque é que o governo da "frente de esquerda" não tomou medidas...será que andavam distraídos com os do "ir tomar no cu"?

Floribundus disse...

leiam a capa do CM sobre o0s 50 mil dos ordenhados dos srs profs drs médicos

os novos deuses

juntamente com os srs profs drs enfermeiros

* estes e outros blogues e comentários estarão certamente a ser observado pelo estado totalitário em que alegadamente vivemos

vários empresas vendem os seus serviços para este efeito

* alegadamente li uma série de 3 artigos sobre o Estado Islâmico muito bem documentados-

* a saúde começa alegadamente pela boca de cada um
tipo de alimento
técnica culinária

* ofereci-me há 10 para falar destes assuntos
olharam parta mim com olhos
que diziam ser alegadamente um velhinho xéxé

* siga o enterro

ainda ha disse...

como dizia o outro: na peida é meio bilhete