Páginas

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

O pai do ministro da cultura numa república de bananas

Um dos progenitores da democracia que anda em carro de luxo pago por todos os contribuintes, com gastos incluídos, bateu no carro de uma cidadã desta República. Não esteve com meias medidas e entendeu por bem por-se ao fresco, furtando-se assim a qualquer identificação no local.
Se fosse ao contrário e lhe fizessem uma desfeita já teriam caído o carmo, a trindade e até o elevador ao pé.

Diz muito bem com a ética do indivíduo. Só não condiz com a permanente condescendência dos poderes públicos e demais Komentadoria avençada. 
De resto quem vai pagar os prejuízos é sempre o mesmo: o contribuinte. Quem o representa cala e consente.



10 comentários:

Miguel Quintas disse...

Seria importante perguntar ao ministro da cultura parafraseando um titulo que lhe é tão caro, O TRIUNFO DOS PORCOS, obra de George Orwell.
Em que publicamente referiu várias vezes, uma frase desta obra: TODOS SÃO IGUAIS SÓ QUE UNS, SÃO MAIS IGUAIS, DO QUE OUTROS!
Em que patamar de igualdade considera estar o senhor seu pai?

Floribundus disse...

'pité cão tropos', fundador da rataria
e afundador do rectângulo

exemplar máximo da ética republicana

'bate e desaparece'

zazie disse...

O da cultura antes dos porcos editava manuais de guerra urbana onde até se ensinavam a montar metralhadoras.

O PS é um partido de gente muita séria.

E os artistas estão esperançosos.

BELIAL disse...

SOLIDARIEDADE EFÉMERA - toca e foge.
Bateu, escafedeu.

Tão desmedida grandeza, não ser medida pela bitola da rasa grei - fútil e tributável

Alberto Sampaio disse...

O ac seguindo os passos do mentor também vai fugir.

BELIAL disse...

Mariola S, "O arreda!"

José Domingos disse...

Vamos ver se a outra interveniente no acidente, a vitima, não começa a ter problemas, de vária ordem, se continuar com a queixa.
É que quem se mete com o ps.......
Ou malhar na direita......
A fina flôr, da elite politica portuguesa, de esquerda, claro.

Floribundus disse...

Faz hoje anos que mataram
Francisco Sá Carneiro
Amaro da Costa

a tropa fandanga
os sociais-fascistas
ficaram à solta com o sucesso que se conhece

police verso

Adelino Ferreira disse...

Esse João morreu em 2009

foca disse...

Tudo o que envolve o velho tresanda
É impressionante como atrai m....

O que me chateia mesmo é que todos os dias morrem pessoas boas e esse continua a consumir oxigénio