Páginas

segunda-feira, 13 de março de 2017

Negócios inshores...

JE:

O Conselho de Supervisão da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) impediu um negócio que o banco estaria prestes a concluir que passava pela criação de uma sociedade veículo, a Vogais Dinâmicas SA, que iria ficar responsável pela aquisição de 19% da sociedade Almina SGPS, SA (o equivalente a cerca de 93 milhões de euros).

A notícia foi avançada esta segunda-feira pelo “Diário de Notícias” e indica que a consultora KPMG, revisor oficial de contas do Montepio, e o Conselho de Supervisão da entidade bancária questionaram-se sobre a operação e impediram a sua continuação.

Ao que o jornal apurou, o objectivo seria comprar 19% da Almina SGPS, detidos pelo Montepio, através da Vogais Dinâmicas. A operação, financiada pelo banco, aconteceria depois da reestruturação financeira do grupo Martifer, envolveria 93 milhões de euros e chegou a ser concretizada, segundo um relatório do Departamento de Riscos Globais/Direcção de Risco da CEMG consultado pelo DN
.

Martifer...espera lá! O  " Sr. Dr. Jorge Paulo Sacadura Almeida Coelho" deve saber do que se trata...perguntem-lhe que ele sabe de certezinha.

2 comentários:

joserui disse...

Esse sabe é de queijo.

Floribundus disse...

hadem saber certamente
que o queijo até tem um castelo