Páginas

sexta-feira, 19 de maio de 2017

A economia portuguesa em 1968

Vida Mundial, 9 de Agosto de 1968, Salazar estava perto de acabar a carreira como governante, por incapacidade física e a economia nacional portava-se muito bem. Melhor que hoje.


Ideia fundamental transmitida por Marcello Caetano em Janeiro de 1969: "não se deve gastar mais do que o estabelecido, salvo se a certa altura do ano for apurado com segurança haver maior receita do que se tinha orçado." Regra de ouro...


10 comentários:

Unknown disse...

http://ivanstat.com/gdp/world.html

PIB per capita us dólar
1970
Portugal: 935
Coreia Sul: 286
2015
Portugal : 19.239
Coreia Sul: 27.397

Miguel D

josé disse...

Portugal: PREC- 1974-75, estatização da economia nos sectores fundamentais.

Coreia do Sul: ?

Vivendi disse...

“No índice de desenvolvimento humano das Nações Unidas, que mede a qualidade de vida dos países em 2011, figurávamos no 41.º lugar. Em 1975, um ano depois de Abril de 1974, estávamos em 24.º” (p. 30).

https://oinsurgente.org/2012/12/28/sobre-as-contas-politicamente-incorrectas-de-ricardo-arroja/

E vale a pena ler também:

https://oinsurgente.org/2014/03/19/o-pais-empobreceu-com-salazar/

Floribundus disse...

prefiro esquecer tudo o que no levou à MISÉRIA

o aumento da dívida pública
é um cancro presente e futuro

faz hoje 42 anos que os sociais-fascistas ocuparam o jornal República

presentemente o rato domina a comunicação social

mrs continua na sua missão de comentador
'ai, mi gabardine'
e ainda não condecorou o aumento da d+ivida

joserui disse...

Mas o PIB per capita de Espanha em 1970 era de 1209… e eu não tinha essa ideia. Um escudo valia duas pesetas, mas a verdade é que já iam um passo à frente. Em 2015 25685, bem à nossa frente e também atrás da Coreia do Sul.

joserui disse...

E na Coreia do Sul andam cenas de corrupção capazes de fazer empalidecer um borra botas como o 44… Em casa não tenho nada Samsung, essa empresa escrupulosa.

Bic Laranja disse...

A fotografia da barragem de Cambembe, publiquei-a há dias.
Coincidência.

josé disse...

Quando publico estas coisas é para ficar registado que o regime anterior a 25 de Abril merece outra consideração que não a que lhe é dada pelos comunistas e socialistas.

E como são eles quem manda nos media há mais de 40 anos, temos a História corrompida por desinformação ou ausência de informação.

Floribundus disse...

Net
Em 2016, as dificuldades econômicas do país foram acentuadas por uma deterioração das relações com a China, seu principal parceiro comercial. Após os testes nucleares norte-coreanos, a Coreia do Sul concordou em aceitar a implantação do sistema anti-míssil dos EUA em seu território, para grande consternação de Pequim. A sul-coreana Samsung teve que deixar de produzir o smartphone Galaxy Note 7 após vários incidentes, e o construtor naval Hanjin faliu. No final de 2016, o escândalo "Choigate" e o voto da Assembleia Nacional a favor do impeachment da presidente Park Geun-hye - acusada de corrupção, abusos de poder e violações de suas obrigações constitucionais - conduziram a um bloqueio político com fortes repercussões econômicas. O Parlamento ameaçou cancelar o orçamento atribuído à "economia criativa", uma política que se acredita ter sido influenciada por Choi Soon-sil, amiga e confidente da presidente. Apesar de vários pacotes de estímulo, as finanças públicas não se deterioraram. O excedente fiscal foi consolidado (1,1% do PIB), a dívida pública se mantém sustentável (menos de 40% do PIB) e a inflação está estável. Contudo, a dívida das empresas representa 30% do PIB e o elevado nível de endividamento das famílias constitui um risco para o setor bancário. O orçamento de 2017, que atribui um montante recorde à defesa devido às crescentes tensões com a Coreia do Norte, se centra no apoio à criação de emprego, à saúde e ao bem-estar. A Coreia do Sul enfrenta problemas estruturais, tais como um mercado financeiro subdesenvolvido, o envelhecimento da população e o declínio da competitividade à medida que a economia chinesa sobe de nível de mercado. O Tribunal Constitucional tem seis meses para confirmar a moção de impeachment contra a presidente. Entretanto os poderes presidenciais foram transferidos para o primeiro-ministro.

O rendimento por habitante da Coreia do Sul passou de 100 dólares, em 1963, para quase 30 mil dólares nos dias de hoje. Embora a taxa de desemprego esteja em queda, atingindo seu nível mais baixo desde 2002, o número de trabalhadores irregulares é muito alto, as desigualdades sociais não param de crescer e os laços sociais estão se deteriorando.


Indicadores de crescimento 2013 2014 2015 2016 2017 (e)
PIB (bilhões de USD) 1.305,61 1.411,33 1.377,87 1.404,38 1.521,00
PIB (crescimento anual em %, preço constante) 2,9 3,3 2,6 2,7 3,0
PIB per capita (USD) 25.998 27.989 27.222 27.633 29.806
Saldo do Balanço de Pagamentos (em % do PIB) 0,9 0,6 0,6 1,1e 1,4
Dívida Pública (em % do PIB) 33,8 35,9 37,9 38,9 39,2
Índice de inflação (%) 1,3 1,3 0,7 1,0e 1,9
Taxa de desemprego (% da população economicamente ativa) 3,1 3,5 3,6 3,6 3,3
Balanço das transações correntes (bilhões de USD) 81,15 84,37 105,87 101,61e 89,79
Balanço das transações correntes (em % do PIB) 6,2 6,0 7,7 7,2e 5,9
Fonte: IMF – World Economic Outlook Database 2016
Nota: (e) Dado estimativo

Principais setores econômicos
O setor agrícola na Coreia do Sul representa apenas uma fatia negligenciável do PIB do país (2,3%) e emprega somente 6% da população. O arroz é o principal cultivo agrícola, embora a cevada, o trigo, o milho, a soja e o sorgo também sejam cultivados de modo extensivo. A pecuária constitui também uma atividade em grande escala. Os recursos minerais da Coreia do Sul se limitam ao ouro e à prata.


As principais industrias são: têxteis, aço, fabricação de automóveis, construção naval e eletrônica. A Coreia do Sul é o maior produtor de semicondutores do mundo. O setor industrial representa cerca de 40% do PIB do país, enquanto o setor terciário corresponde a perto de 60% do PIB e emprega quase 70% da população.»

não é comparável com o rectangulo dos monhés

Floribundus disse...

o Sol menciona fundação carlos silva-44

um dos jornais do dia refere a historia do macaco