sábado, 11 de setembro de 2010

Demissões? Jamés!

Segundo o Público, o CSMP "repreendeu" o procurador-geral da República, na sua reunião de ontem, por motivos bem conhecidos: além do mais e que já não é pouco, por desgastar a imagem e credibilidade do M.P. com as suas intervenções mediáticas.
Pinto Monteiro, no entanto, "afirmou que não se demitirá".
Porque o faria se o "grupo do governo" o sustém e o presidente da República o suporta melhor?

Noutra notícia, fica esclarecido que Cândida de Almeida não se demitiu ( ao contrário do que noticia o Expresso de hoje, citando na primeira página a Antena Um, sem confirmar), antes indicou que o seu lugar está sempre à disposição. Como se não estivesse...
Aliás, porque o faria se a tal nada a obriga e o cargo lhe apetece?

Finalmente, a ERC reprovou o comportamento da RTP, na mediatização excessiva dada a um dos arguidos da Casa Pia. A Administração da televisão comunicou ao director de informação, José Alberto Carvalho, a discordância relativamente a esse assunto.
JAC demitiu-se, deixando de ganhar o suplemento remuneratório ao vencimento? Nunca!

Enfim, porque o haveria de fazer se é assim, deste tipo de director de informação televisiva que o poder político precisa?

1 comentário:

rita disse...

Mas eu cá gostava de saber pq é que a ERC não reprovou o comportamento, do mesmo programa, aquando da PROPAGANDA em defesa do Ministério da Educação/ministra Maria de Lurdes e contra TODOS os professores !?