sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

As cooperativas no tempo do fassismo

Durante o PREC de 1975 ficou gravado em filme a tomada de posse de uma herdade- Torrebela- com um episódio cómico sobre a "ferramenta" que devia ficar para a "cooperativa".

O comunista de serviço perguntava insistentemente ao trabalhador que lhe fazia orelhas moucas: "qual é o valor da tua ferramenta? Qual é o valor da tua ferramenta?" para lhe significar que se estivesse ao serviço da cooperativa teria maior valor...o que o indivíduo não compreendia. O episódio é um emblema do novo modo de produção na então "reforma agrária": cooperativas.

Pois bem, em 6.4.1970 o Século Ilustrado publicou esta reportagem sobre as cooperativas em Portugal, muito tempo antes do PREC:


Moral da história: não foi preciso chegar o 25 de Abril de 1974 e o comunismo para as pessoas em Portugal perceberem o valor da sua ferramenta...

5 comentários:

joserui disse...

Cooperativas no tempo do fassismo! Grandes fassistas!

zazie disse...

ehehehe

Unknown disse...

A “comparativa” do papa Mortagua!

Miguel D

Dudu disse...

Conheci dois técnicos do centro de reforma agrária que na altura tentaram ajudar a não afundar a Torrebela.
Referindo-se ao Camilo limitavam-se a dizer que o tipo era completamente maluco.

Floribundus disse...

agora aguentamos as
CORPORATIVAS
de esquerda

a dívida pública não para de subir

O TCIC é para acabar...