sábado, dezembro 28, 2019

O inacreditável discurso socialista sobre as empresas

Observador:


Este sociólogo encartado na politiqueirice que já afirmou ter um gosto especial em "malhar na direita" é o quê, como definição? Uma anedota?! Um pascácio? Abrenúncio!

Faz lembrar o discurso socialista de sempre: os empresários portugueses são fracos. Como se eles enquanto socialistas percebessem da poda. O socialismo que nacionalizou empresas, tornando-as públicas para depois as desmanchar, liquidando-as, devido à gestão socialista que espécie de gestores públicos gerou? Melhor que os privados? Enfim.

Este indivíduo estudou sociologia não foi? Tretas para lhe permitir ganhar a vida numa qualquer escola feito madrassa, isso sim. E de caminho a política de "malhar na direita" e agora nos empresários.

Que créditos tem para dizer estas enormidades? Que saber, que conhecimentos e que autoridade tem este tipo?

Faz-me lembrar outro que é do mesmo clube de malhadores a preceito e que em Março de 1983 dizia a mesmíssima coisa, como se também percebesse do assunto:


Já em 1974 pensava de maneira igual ou ainda pior:


Como é que esta gente sobrevive no espaço mediático a dizer tamanhas baboseiras ao longo de décadas?

Como é que se lhes permite eleitoralmente manifestarem tais ideias sem ninguém se rir das mesmas e deixá-los a falar sozinhos?

Primeiro não descansaram enquanto não acabaram com os verdadeiros empresários que tivemos há um pouco mais de 40 anos...


Depois geriram os despojos do assalto aos milionários que entendiam serem os donos de Portugal e portanto eram para escorraçar quanto antes, como de facto aconteceu, com o manifesto aplauso daquele bluff encravado no destino político nacional como senador de um país pindérico.




Depois arranjaram um alfobre de empresários por encomenda e gestores de aviário socialista e deu nisto: a miséria atávica que nos tem relegado para o pelotão cada vez mais atrasado. Há vinte e cinco anos que andamos nesta miséria, com estes socialistas de papo cheio.



Agora, os mesmos que fizeram esta borrada toda que é um autêntico crime de lesa-pátria queixam-se dos gestores que temos...

É preciso ter lata!

Sem comentários:

Gente nova e velha