terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Os prendados

Daqui:

As prendas de Natal não cabiam em três salas. Era sempre a mesma coisa, mas, para mim,era absolutamente indiferente quem me estava a dar a prenda. (...) Nunca comprei uma caneta ou um relógio, mas nunca me senti minorado na minha honestidade por causa disso." As declarações são de Jorge Sampaio, ex-Presidente da República, que ontem fez questão de comparecer pessoalmente no Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa para defender o amigo José Penedos.


A ética de Sampaio é assim: prendas...para que vos quero? Cunhas...o que é isso? Tráfico de influências...ainda existe?

Compreende-se este conceito alargado de ética republicana e socialista. Aqui há uns anos, um candidato ganhador de umas presidenciais que se julga acima dos demais cidadãos em virtude do favorecimento que os media lhe concedem há mais de trinta anos, dizia abertamente que um admirador, emigrado em França estava disposto a oferecer-lhe...um avião. Condição: ganhar as eleições.
Consta que o ganhador não teve o avião prometido, mas quadros e quadros e mais quadros nunca lhe faltaram.

Sobre o assunto que levou Sampaio ao Campus da Justiça, há ainda outro pormenor hilariante: sobre o rapaz Penedos, quase todos os indigitam como...imprudente, fala-barato e irresponsável que causava preocupação ao pai, um verdadeiro senhor boy, alta cabeça na REN, a rede eléctrica nacional, sem concorrência à altura.

Quem ler a biografia política, sumária, do rapaz Penedos fica esclarecido sobre a personalidade fulgurante do dito.

Uma camarada de partido chamou "fraquinho de discernimento" a um camarada do dito. Antes tinha escrito "atrasado mental", mas arrependeu-se. A camarada é Ana Gomes. O outro camarada é Rui.Pedro.Soares. Este PS é um mundo de camaradagem.


Mas o problema não é só a personalidade do rapaz Penedos. É muito mais que isso:


A ligação entre o contrato de publicidade celebrado entre Luís Figo e a Taguspark (com um valor de 350 mil euros/ano) foi também referida por Paulo Penedos noutra parte da sua inquirição do DIAP de Lisboa: "Perguntado sobre o conhecimento que teve da negociação que conduziu ao contrato celebrado a 1 de Agosto de 2009, declara que um dia Rui Pedro Soares lhe disse que tinha conseguido o apoio de Luís Figo para as legislativas", segundo o auto de inquirição consultado, ontem, pelo DN.

As declarações de Paulo Penedos fragilizam (do ponto de vista do processo-crime) Rui Pedro Soares - já acusado de um crime de corrupção passiva para acto ilícito -, indo ao encontro à tese do MP. E comprometem o que o próprio Sócrates disse à SIC, em Fevereiro: que o apoio do futebolista foi espontâneo e que o PSsó o conheceu pela entrevista ao DE.

O qu é triste é que um ex-presidente da República se dê a este frete.

E por causa destas e doutras, os dos submarinos vão todos a julgamento, tendo sido pronunciados para tal. É para não fazerem de nós todos, mais uns "fraquinhos de entendimento". Ou mesmo "atrasados mentais".

Já cansa, esta farsa.

9 comentários:

lusitânea disse...

Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és.
Nunca tive dúvidas a cerca dos amigos do Sampaio

Camilo disse...

A verdade é como o azeite...
ou... a "história" do coxo e do aldrabão...
ou... a verdade vem semptre à tona...!
SAMPAIO mostrou quem é, o que sempre foi!!!
Palavras para quê?!!!
...
A sua presença em... "pessoa"...
GRANDE PRESSÃO SOBRE O JUIZ!!!
O Povo sabe quem é o réu P Penedos...
E, -de ginjeira- Sampaio.
À saída do Tribunal, tropeçou.
Foi pena não ter partido a espinha.
Até quando teremos pachora para estes -e outros- sampaios?!!!

Camilo disse...

Mais... PRENDADOS...
E que tal esta do Bibi vir dizer que mentiu em Tribunal?
Hein?!!!

Mani Pulite disse...

O JORGINHO LLORONA PARECE QUE TAMBÉM ERA MUITO PRENDADO COM PASTAS EM TODOS OS COUROS.SE FOSSE MULHER OU GAY DAVAM-LHE BOLSAS OU CARTEIRAS.

Dias Santos disse...

Conhecemos muito bem essa rica prenda. Puseram-no no sapatinho da presidência onde o aguentamos 10 longos anos.
Mas tem uma qualidade: não é invejoso. Até gosta que os seus amigos também as recebam.
Para nos compensar, também nos deixou uma riquíssima prenda, que ainda mantemos: o famoso Inenarrável!

Dias Santos disse...

Afinal a Sampaio seguiram-se Catroga, Ângelo Correia, e os que mais adiante se verão.
Não me vou admirar se um dia vir testemunhar José Sócrates a favor de quem recebeu mais-valias e imóveis duvidosos. É normal, dirá ele. Nem sequer é diferente dos marfins e dos dinheiros de certas fundações.
Atrasado sou eu, que ainda não tinha percebido que o conceito de Ética evoluiu muito, nos últimos tempos.

hajapachorra disse...

Se isto com o sampaio já cheirava mal, imagine-se depois do testemunho abonatório do magrebino correia... é um cheiro a gás que não se pode...

Carlos disse...

Invejosos!...

Às vezes as prendas, até dão uma grande trabalheira. Perguntem a esse senhor, o trabalho que deu aos seus rebentos, com o aceitar dos empregos oferecidos ao mesmos.

Generoso

Ljubljana disse...

Caro José,

Eu, na minha infinita ignorância, só desejaria atingir o saber supremo de conhecer o valor do testemunho em tribunal da expressão "elevado teor moral".

A moral do avental.

Isto só pode significar verdadeiramente a decadência no seu mais elevado estágio.

Afinal como é que eu educo os meus filhos? Nisto, ou nos seus antípodas? A embarcarem no sistema, ou a serem espezinhados por ele?