quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

As asas da mentira

Sol:

O ex-ministro das Obras Públicas foi esta manhã confrontado no Tribunal Central de Instrução Criminal com declarações da sua ex-secretária de Estado Ana Paula Vitorino e disse que «é mentira» o que esta relatou, sobre os pedidos de Armando Vara para que a Refer beneficiasse o sucateiro Manuel Godinho.
Uma coisa é certa: Entre Lino e Vitorino, um deles mente. E se formos pela convicção, poderão mentir ambos?
Se formos pelo ditado, a mentira não pode ir longe, porque tem pernas curtas. Mas alguns arranjaram asas para lhe fugir. São os anjolas.

5 comentários:

Carlos disse...

Caro José,

Mentira, não são estas afirmações, assim como as muitas contradições ditas pelos governantes - a todos os níveis.

Mentira é, nós ainda acreditarmos na existência deste país, como tal.

C. S.

JC disse...

O Lino mentiroso?
Não!
Jamais!

Luís Bonifácio disse...

A fazer fé no modo como trataram a Vitorino nas escutas, acho que ela diz a verdade.

JC disse...

"Ana Paula Vitorino, cujo testemunho voltou a ser pedido agora na fase de instrução, já comunicou que vai voltar a responder por escrito (uma prerrogativa dos deputados)."

Esta prerrogativa dos deputados é absoluta?
Não pode o Juiz exigir que a testemunha venha depor pessoalmente, se o entender conveniente para o esclarecimento da verdade?

E não pode haver lugar a uma acareação com a deputada, o que a obrigaria a estar presente e a responder "ao vivo" a perguntas?

100anos disse...

O Lino a mentir ?
"Jamé".