Páginas

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Morreu Medina Carreira. A sua opinião vai fazer falta



 Morreu Medina Carreira, o advogado fiscalista e actual comentador televisivo que foi ministro das Finanças do II Governo Constitucional, socialista. É merecedor de elogios pelo desassombro das suas declarações, de há anos a esta parte, sobre a nossa situação económica. Vai fazer falta.

Entre 1976 e 1978 coube-lhe anunciar a iminente bancarrota, devida aos magníficos malucos dos governos esquerdistas de então, assim:

Logo em 24 de Setembro de 1976, anunciava o que viria...


Em 3 de Fevereiro de 1978 já não havia remédio senão ainda mais austeridade. Dessa vez, socialista e portanto da boa...



30 comentários:

Dudu disse...

Agradeço ao Medina Carreira por me ter ajudado a abrir os olhos com os seus artigos de opinião, livros, programas tv.

Floribundus disse...

quem é BOM morre
os FdP ficam

a notícia entristeceu-me profundamente

Adelino Ferreira disse...

VELHO DO RESTELO

Antes que se comecem a ouvir os elogios fúnebres, quantos vezes repletos de hipocrisia, tal o feitio controverso do defunto, permitam-me o lamento de não ver Medina Carreira chegar até ao próximo ano, para ainda assistirmos em conjunto ao colapso do estado social que ele aqui vaticinava em Abril de 2012. Claro que o estado social ainda pode colapsar sem ele, mas a sua ausência tornará o colapso menos colapsante. Ou então, não colapsante, que a verdade é que uma apreciável percentagem dos seus vaticínios distinguiram-se mais por ser bombásticos do que por se virem a confirmar, valeu sempre a falta de memória do auditório. Ser-se Velho do Restelo é uma ocupação antiga e honrada em Portugal; tanto que já Luís de Camões lhe dedicou o seu espaço em Os Lusíadas. Foram mais de 400 anos para descobrir para que servia o pessimismo assertivo: para dar audiências a canais de televisão por cabo.

A.Teixeira

josé disse...

Medina Carreira não fez figura de Velho do Restelo. Aproximou-se mais das míticas Cassandras.

Expatriado disse...

Dito por um Homem que sabia fazer contas:

"Não sou pessimista. Chamam-me assim porque, para me responderem, tinham de ir trabalhar, estudar os números, raciocinar. Limitam-se a chamarem-me pessimista e dão repercussão a essa ideia. É a coisa mais estúpida deste mundo e é a fórmula cómoda de tentar anular o meu pensamento. Enquanto não vir gente capaz de tomar conta deste país, sou incómodo. Quando olho para os partidos, para estes dirigentes, não posso ser outra coisa. Os factos mostram que somos a pior economia da Europa e dos países mais endividados”, afirmava numa entrevista ao jornal Expresso, em 2009."

Hugo disse...

Muito triste...

Unknown disse...

R.I.P

Um dos(muito)poucos merecedores de respeito.

joserui disse...

Tenho muita pena. Cada vez são menos os capazes de dizer as coisas como elas são.

zazie disse...

Também tenho muita pena. Não estava nada à espera desta notícia.

hajapachorra disse...

Esta maltosa não faz puta de ideia do que significa o velho do Restelo em Os Lusíadas.

Maria disse...

Ai vai, vai. E muita.

Adelino Ferreira disse...

Quem percebe muito de Lusíadas é o grande estudioso e profundo conhecedor sr aníbal.
Havia por lá um bocado de palha a mais e ele zás, de 10 passa para 9 cantos. Pequenos gestos de homens grandes

osátiro disse...

Que H.Medina Carreira descanse em paz.
Grande Homem, cheio de coragem, discernimento, competência...

NUNCA É DEMAIS RECORDAR A POBREZA EXTREMA QUE OS JAGUNÇOS MFA/PCP/LUAR/M-Ls/BE..etc provocaram no POVO português..

roubaram o estado....roubaram e destruíram boas empresas (TORRALTA; LISNAVE; CUF; SIDERURGIA, BANCOS SEGURADORAS....BENS AGRÍCOLAS...)

É dificil encontrar época semelhante na História de Portugal..

E temos que aturar estes bandidos como heróis.........

Por Agora disse...


Como dizia o outro: Nem que alguém ressuscite, acreditarão.

Ricciardi disse...

https://www.rtp.pt/noticias/politica/medina-carreira-defende-substituicao-do-governo-de-passos_v594329
.
O link acima traduz a melhor opinião que tenho acerca de medina carreira. Se o governo de então tivesse saído na altura em que medina pediu que saísse, hoje Portugal estaria bem melhor.
.
Tenho pena que Carreira já não possa testemunhar um crescimento de 3% do pib e, finalmente, uma redução da dívida pública nacional. Fenómenos, enfim, que ele (e nos) já não víamos seguramente há mais de 30 anos.
.
Rb

josé disse...

Aviso à comunidade:

Desviem-se deste poio mal-cheiroso.

Media Carreira disse então que a eventual mudança seria de "um Governo da mesma maioria mas com outras pessoas".

Gabriel Órfão Gonçalves disse...

Não há outro Português a quem o cidadão comum possa agradecer tão penhoradamente o saber-se hoje, correntemente, o que é o défice orçamental ou a dívida pública, entre tantos outros conceitos.
Pela vontade de muitos o povo continuaria sempre ignorante destas questões.

Nunca antes um Português educara, pela comunicação social, tantos outros Compatriotas em matéria de finanças públicas e com efeitos tão duradouros.

Um Grande Português que honrou a Pátria.
Um Senhor e um Professor.

Medina Carreira, muito obrigado por tudo! O teu Saber estará sempre vivo e a tua Honestidade será exemplo para as gerações vindouras.

João disse...

O fdp do Quadros já veio tweetar alarvidades sobre o falecimento, pelo que li no facebook. Quando isto virar há muito canalha que vai ficar sem tacho.

Manuel disse...

Não tenho a certeza se o disse e mesmo se o disse assim, mas cá vai:
"eu vou explicar de uma maneira que até a Judite vai perceber" :)
Foi sem maldade que não era homem rasteiro no diálogo.

Devo também aos seus avisos (pessimismo como lhe chamam os tolos) a contenção no valor de compra de casa e outros gastos que repensei.

Que descanse em paz o bom Medina Carreira.
Já tenho saudades do homem.

Manuel disse...

Cassandras José? Acho que o Nicolau Batista da Silva anda a fazer uma perninha aqui na porta da loja. Pode ser que aprenda mais algumas coisas.

josé disse...

Pois, só reparei depois, mas no plural é mais expressivo uma vez que há muitas Cassandras por aí...até onde menos se espera.

Manuel disse...

Não me referia ao plural, mas ao facto do Nicolau ter referido também as Cassandras após o seu comentário. O Nicu vem dar razão ao velhote após estes anos todos. Apodaram o Medina de tudo, velho do Restelo, caduco, pessimista, mas afinal ele tinha razão naquilo que avisava.

josé disse...

Huummm...também não me parece que esse Nicolau tenha vindo aqui para saber da Cassandra. É coisa comum e do saber de algibeira ou de almanaque. Aliás, é desse tipo de saber que o tipo mostra.

Manuel disse...

Por aquilo que oiço no espaço de opinião da Antena 1 pago pelos contribuintes é mais do tipo voz do dono e palas como as bestas. Mais um merdas que na próxima revolução deixará crescer a barba e o cabelo e adoptará a novilíngua do momento.

Unknown disse...

Não percebo porque em lado nenhum se informa do local da vigília e funeral.

Tam

Vivendi disse...

Importa recordar:

Foi +- assim...

MC: Oh Judite! Não lê o blog Porta da Loja?

Judite: Não tenho tempo para ler blogs.

(só deve ter tempo para ir ao cabeleireiro pintar o cabelo de loiro)

Dudu disse...

Foi a partir daí, Vivendi, que tomei conhecimento da existência do blog.

josé disse...

O mérito da publicidade ao blog não é todo meu e embora me agrade não me desvanece.

Medina Carreira colaborava desde 2003, acho, no blog Grandelojadoqueijolimiano, animado por esse grande precursor que é o "Manuel" e que anda afastado das lides.
Foi ele quem o convidou de algum modo colaborar nesse blog, permitindo que fossem publicados textos do mesmo que não apareciam noutros lados.

Dali à "portadaloja" foi um pequeno passo que eu na altura dei e Medina Carreira terá ficado a conhecer. Foi isto, apenas.

josé disse...

Continuo a acreditar que a actividade nos blogs é de relevância mínima e apenas para quem já está interessado. Tem uma influência difusa mas não determinante, a não ser em casos como o do António Caldeira ( outro desistente) que denunciou a licenciatura fake do Inenarrável Sócrates, logo no início da sua governação. Porém, se o Público não tivesse "agarrado" no assunto ainda hoje era coisa sem importância. Como é o bijan, por exemplo.

Fartei-me aqui de mencionar o caso. Alguém ligou, nos media relevantes?

É por isso que penso serem os blogs coisa de pouca importância.

josé disse...

A opinião tem um peso muito relativo em Portugal. Alguém liga ao que o Pacheco Pereira, por exemplo, pensa, diz ou escreve?

E assim por aí fora. Em Portugal todos são donos do seu nariz opinativo e desvalorizam os dos outros. Todos, sem excepção, incluindo-me também apesar de valorizar duas ou três opiniões que vejo escritas ou ouço de vez em quando.

Procuro cultivar o meu sentido da realidade em vez de andar a escutar outros.

Por isso tento focar-me em factos e acontecimentos comprováveis através de recortes e documentos.

Os factos falam sempre mais alto que as opiniões.