Páginas

quarta-feira, 19 de julho de 2017

O título é a mensagem

O Público de hoje dá um espavento de página ao assunto de A.Ventura com os ciganos. E titula a mensagem devida que mais ninguém, nem o jornal, procura entender: porque é que as pessoas apoiam A. Ventura. Pressentem a razão mas não vão atrás dela, para a mostrar e é nisto que o jornalismo caseiro se distingue da Censura antiga: são os jornalistas e directores de informação que censuram, ainda mais que antigamente. Muito mais porque a Realidade actual não se espelha nos jornais e nesse tempo havia consonância entre o que se lia, sentia, via ou ouvia, apesar da Censura do regime que cortava certas notícias de factos que não truncavam a demais realidade.

A Censura actual é muito mais insidiosa e perversa porque capa do entendimento comum a realidade que todos observam mas não vêem espelhada e debatida nos media. Esperam com isso transformar a própria Realidade naquilo que artificialmente pretendem que ela seja. É esse o papel principal do jornalismo amestrado que temos em Portugal.

 Tenho para mim que uma das razões do apoio a movimentos e partidos de Esquerda logo a seguir ao 25 de Abril de 1974, na semana seguinte, nos media em geral, logrando votar ao esquecimento e irrelevância uma direita velha e sem alternativas, se deveu à Censura então existente.
Se as mesmas causas, perante circunstâncias similares tendem a produzir os mesmos efeitos, mesmo socialmente, então devemos esperar que a actual Censura conduza ao mesmo destino: o contrário daquilo que pretende impor...e é isso que se pode ler neste título:



Quem não percebeu isto não entende o "populismo" ou os fenómenos Le Pen ou Trump ou mesmo o que se passa na Hungria ou Polónia.
Tarde ou cedo cá virar parar e então será demasiado tarde para os media se darem conta e esta esquerdalhice que abunda por cá se confrontar com a sua Mentira que toma por Verdade.

13 comentários:

Unknown disse...

O "pulhiticamente correcto" é, simples e lhanamente, a negação da realidade.
E , nesse domínio, a Prostutuição comunicacional é inexcedível.
Só por masoquismo, ou estupidez quimicamente pura, é que alguém os lê/ouve.

zazie disse...

ehehehe

É bem provável.

zazie disse...

E ainda por cima com os portugueses que fazem manguito a tretas que negam a realidade.

Floribundus disse...

não se pode esperar nada de bom dos censores que escrevinham o que lhes impõem ou que se impõem

não leio estes merdas

felizmente a mais eficaz das mensagem passa pela Net

é um prazer imenso 'enrrabar-lhes a merda craniana'

vive-se na republiqueta dos 'MADUROS'
tipo antónio das mortes

Ricciardi disse...

É engraçado, e revelador, que o PNR tenha vindo a terreno defender o candidato do PSD.
.
A extrema direita apoia-o e promove este tipo de maluquices racicas.
.
Na verdade este tipo de discurso é um embuste intelectual que agrada a certas camadas do povo.

E porque é que é um embuste?

Porque, parte-se de verdades parciais acerca dos ciganos para concluir falsidades. Uma tática usada pelos extremistas de esquerda e pelos extremistas de direita.
.
A ideia é fazer vingar uma falsidade emitindo pitadas de coisas verdadeiras. Hitler usou bem este mecanismo. Na perfeição.
.
A lógica que subjaz no espírito desta gente assenta na estatística umas vezes e no preconceito noutras vezes.
.
Vendo que as pessoas normais e temperadas manifestaram descontentamento com atitudes discriminatórias, o candidato executa a fuga para frente que não passa de mais propaganda para enganar. Agora diz que recebe apoio de toda a gente que lhe transmite coragem e força para continuar. O salvador da pátria. O predestinado a dar batalha aos abusadores de subsídios estatais (os ciganos- as outras raças tem uma percentagem inferior,logo não se fala nelas).
.
Rb

Floribundus disse...

é maior o interesse por pretos e ciganos

do que pelos refugiados da Venezuela a cair de madura

são brancos de 3ª

Adelino Ferreira disse...

Ele é o exército a força aérea ou a marinha; a tropa é toda a mesma

http://www.dn.pt/portugal/interior/ministerio-publico-pede-levantamento-de-imunidade-de-deputado-8648657.html

Floribundus disse...

matança do mensageiro

«A medida, anunciada esta quarta-feira, suscitou várias críticas de que o Governo está a impor a “lei da rolha” aos bombeiros. Passos Coelho, líder do PSD, foi uma das vozes que o afirmou.
Mas a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) rejeita a alegação e justifica a decisão com a necessidade de “focar” os comandantes das operações “no essencial, que é dar resposta às emergências“.
A ANPC vai, a partir de agora, fazer dois “briefings” diários sobre os incêndios no país, às 09h00 e às 19h00, incluindo aos fins-de-semana, na sua sede em Carnaxide, Lisboa.
“Às terças-feiras, pelas 12h00, a seguir ao briefing do Centro de Coordenação Operacional Nacional (CCON), o Comandante Operacional Nacional, Rui Esteves, fará um ponto de situação mais alargado relativo à situação do país, aos dados relativos à semana anterior e às expectativas para a semana seguinte”, anunciou ainda a ANPC.
De acordo com o mesmo texto divulgado pela agência Lusa, fora destes horários, os jornalistas podem acompanhar a informação sobre “os incêndios rurais em www.prociv.pt, através de contacto com o Oficial de Operações e Emergências (OFOPE) do Comando Nacional de Operações de Socorro ou com a assessoria de imprensa da ANPC”.
“Procedimento de excepção para situação de excepção”
Deste modo, fica claro que os comandantes das operações não vão fornecer informações aos jornalistas, mas a ANPC rejeita a ideia da “lei da rolha”.
“Rejeitamos liminarmente qualquer associação deste processo a uma qualquer lei da rolha”, aponta a adjunta nacional de Operações Patrícia Gaspar, explicando que o que está em curso “é um procedimento de excepção para uma situação de excepção”.
“Estão a ocorrer simultaneamente ocorrências elevadas que implicam recursos elevadíssimos e por isso é fundamental que os comandos se possam focar no essencial: que é dar resposta às emergências”, salienta ainda.
“Não foi emitida qualquer proibição. Estamos apenas a concentrar tudo em Carnaxide para facilitar e garantir a conduta operacional dos comandos”, acrescenta a responsável.
Passos acusa Governo de só se preocupar com comunicação
Para Passos Coelho é evidente que está aqui em causa uma imposição da “lei da rolha” à Protecção Civil, por parte do Governo, e um sinal de que o Executivo tem como “política primeira a comunicação”.
“Não vá a comunicação falhar, tivemos hoje notícia, provavelmente a última, de que a lei da rolha se deverá observar em matéria de serviços de Protecção Civil”, criticou o líder do PSD durante o discurso no jantar do grupo parlamentar do partido.
O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses também já veio acusar a ANPC de aplicar a “lei da rolha”.

'de litro' de oposição

Pável Rodrigues disse...

Este Sr. RICCIARDI, só pode ser um “sócio” do Sr. Rui Mão de Ferro, que por sua vez era “sócio do Exmo Sr. Carlos Santos Silva, que, além doutras malfeitorias, sustentou uma avença a Domingos Farinho, o suposto autor do livro de Sócrates.(https://sol.sapo.pt/artigo/531482/socrates-pagava-blogue-para-elogiar-governo-e-atacar-inimigos).
Por muito que a nossa imprensa de matilha procure esconder, nunca devemos esquecer que o número dois de Sócrates chama-se António Costa. E qual deles, Carlos Santos Silva ou António Costa será o verdadeiro “amigo” (herdeiro) do grande líder da cela 44?
A tentativa de impor "uma lei da rolha para calar os bombeiros e as vitimas dos incêndios (http://www.tsf.pt/portugal/politica/interior/jorge-miranda-considera-inconstitucional-lei-da-rolha-1520593.html) - até ele?! - ou a desfaçatez com que tem procurado alterar a privatização da PT (http://videos.sapo.pt/DwkFzh0IH5Tui2T7oDQY) que ele próprio apadrinhou, dizem bem da falta de carácter desta gentinha.

joserui disse...

Este inestimável das prendas não tem mesmo vergonha nenhuma… Ciganos há muitos seu palerma!

Iat Iat disse...

E as declaracoes do Ferro Rodrigues sobre o caso com a Galp? Nao merecem umas observacoes? O homem esta mesmo a cagar se para a justica

Apache disse...

Este episódio circense, montado pela esquerda infiltrada em todos os partidos políticos, é de tal forma patético que que os artistas nem se apercebem que estão a dar razão ao homem. Nos ciganos, como em qualquer outro grupo social há pessoas trabalhadoras e bons (e maus) malandros. Há pobres, remediados e ricos. Há os respeitadores da lei e há os outros. Mas a percentagem de ciganos desempregados e que não pretendem procurar emprego, a percentagem de ciganos entre a população prisional, a percentagem de ciganos entre os vendedores de contrafação, a percentagem de ciganos entre os vendedores de mercadoria comprada sem comprovativo dessa compra, a percentagem de ciganos nas urgências dos hospitais públicos, a percentagem de ciganos nos postos de atendimento da Segurança Social, é mais elevada que a de qualquer outra etnia. Isto não é racismo, xenofobia ou outra palermice com que os Bloquistas de todos os partidos enchem a boca, é facto. Mas se trata de ciganos, o politicamente correcto censura. Portanto, os ciganos são privilegiados por comparação com outros grupos sociais.
Se o André Ventura falasse do mesmo modo de qualquer grupo social maioritário, o CDS bateria palmas, assim retirou-lhe o apoio, dando-lhe razão.

josé disse...

"E as declaracoes do Ferro Rodrigues sobre o caso com a Galp? Nao merecem umas observacoes? O homem esta mesmo a cagar se para a justica"

Estão aí, as tais observações, uns postais abaixo...