quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A informação de referência não é a TVI da MMG...

Pelos vistos, o jornal Correio da Manhã arranjou uma caixa para colocar online: Administradores da REN e quadros da REFER alvo de buscas. Assim mesmo. Segundo se sabe agora que foi descoberto o furo, a investigação dura há mais de um ano e é dirigida pela PJ de Aveiro, capitaneada por Teófilo Santiago, o inspector que coordenou o Apito Dourado e levou com um cartão vermelho da direcção da PJ de então...

A notícia do Correio da Manhã, como é costume, levanta dúvidas porque fatalmente o bufo ou fonte, ( polícia? Advogados? Funcionários?) deram informação fragmentada e incompleta. Típico do jornal e vergonha, mais uma vez, deste jornalismo, em publicar estas coisas sem confirmar factos ou circunstâncias. Isso é jornalismo que não interessa, pelos vistos.
Parece que não houve buscas na REFER e que os administradores não foram alvo de diligências desse tipo, mas isso que importa?

Fica a cacha, a notícia bombástica e o espavento nacional que as tv´s lhe darão, através das Claras de Sousa, dos Carvalhos e acompanhados das TSF´s do Baldaia e afins da senhora dona Maio. Logo já se anunciam conferências de imprensa e o circo já está montado. Quem são os palhaços de que todos riem?
Somos nós, infelizmente.

É isto que temos como informação de referência.

4 comentários:

e-ko disse...

http://economico.sapo.pt/noticias/suspeitas-de-corrupcao-envolvem-variadissimas-empresas_73001.html

Wegie disse...

O palhaço de que todos riem é o famigerado segredo de justiça que já devia ter sido abolido.

Miguel M. Ferreira disse...

"levanta dúvidas porque fatalmente o bufo ou fonte, ( polícia? Advogados? Funcionários?)"

Magistrados?...isso nem por sombras....

josé disse...

Magistrados?

Os jornalistas que o digam. Tem agora uma oportunidade de ouro, no julgamento que decorre no Porto.


Força!

Fake news em acção...