terça-feira, 8 de junho de 2010

O jacobinismo nunca dorme

Sol:

O deputado do BE Pedro Filipe Soares considerou hoje que a evocação da Mocidade Portuguesa numa cerimónia comemorativa do Centenário da República é «uma revisão inaceitável da História» e criticou o facto de a iniciativa envolver crianças.
Estes jacobinos, se pudessem, arrasavam todos os monumentos que lhes lembram o "facismo", do mesmo modo como fizeram nas fotos em que apareciam pessoas que lhes deixaram de ser gratas: apagando-as.

3 comentários:

Mani Pulite disse...

SÓ CAI NUM SONO PROFUNDO QUANDO SE TRATA DE VOTAR A FAVOR DO TGV.

ferreira disse...

Há aí um que foi mais original.
Não apagou figuras das fotos, simplesmente invocou o direito de imagem para não aparecer com a pessoa que deixou de ser grata.

fado alexandrino. disse...

Segundo o Público a frase é mais elaborada:

para o deputado bloquista Pedro Soares, consiste num “revisionismo inaceitável da História”.

Os governantes no antigo regime