quarta-feira, 23 de março de 2011

Lapas

Sapo:

A bancada do PS decidiu hoje, minutos antes do fim do prazo limite, não avançar com uma resolução de apoio à proposta do Governo de Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC).

Com esta opção, os socialistas optaram por não levar a discussão e a votação no plenário desta tarde na Assembleia da República uma iniciativa legislativa que teria quase chumbo garantido por parte das bancadas da oposição e que poderia ser entendida como uma moção de confiança ao Governo, precipitando a crise política.

Na reunião que o presidente do Grupo Parlamentar do PS, Francisco Assis, teve com os dirigentes da bancada, em permanente "consulta" com o chamado "núcleo duro" do Governo, prevaleceu a tese de que os socialistas nada precipitariam sobre votações do PEC em detrimento da ideia de deixar registado para memória futura um documento de apoio às medidas do Governo.
Comportam-se como lapas agarradas ao penedo do poder político. Não o querem largar nem à força de eleições. Forçam apoios que não merecem; mendigam ajudas que não esperam; gritam por lobos que convocaram; desesperam de perder a vidinha. Mentem descaradamente e sem o mais leve pejo de vergonha.

Sacanas sem lei.

7 comentários:

Karocha disse...

Cinco Horas José!

JC disse...

Já está!
Foram-se os bandidos!

zazie disse...

Só se vão se for tudo a correr atrás deles para desandarem. Era assim que dantes se fazia com os vencidos em batalha.

Este já promete regresso e até disse que escolheram mal o dia porque tem viagem marcada para amanhã ir pedir mais ajuda ao estrangeiro
ehehee
Como é possível dizer-se isto. E ele disse.

Karocha disse...

Ainda não JC

O Sr. PR. vai ouvir primeiro os partidos dia 25, ou seja ainda não aceitou!
Via facebook.

JC disse...

ESTOU A VER QUE ESTÃO MAS É A PRECISAR DE UM EMPURRÃOZINHO...

Karocha disse...

Pois JC!

Se o Sr. PR. não aceitar, continua tudo na mesma, pequeno e importante pormenor.
Amanhã o Sr. PM. vai à Europa, como PM. em funções!

miguel disse...

E já está a aparecer na imprensa internacional como vítima.
Coitado,queria evitar a bancarrota e a oposição não deixa.
Uns ingratos,esta oposição!