sexta-feira, 11 de março de 2011

Não são apenas mentiras...

Isto, se for verdade, é um crime. Pura e simplesmente. E o MºPº ( precisamente Pinto Monteiro) tem que organizar um inquérito para disciplinar judicialmente este indivíduo que nos desgoverna. Este tipo de coisas, não é apenas "política". É substância criminal, prevista nas leis de orçamento.
Cumpra-se a lei!

"O FTD não entra em detalhes, mas a ser verdade, o primeiro ministro José Sócrates, será hoje submetido a uma pressão reforçada dos restantes líderes dos países da zona euro, durante a cimeira que decorre em Bruxelas, para anunciar novas medidas de austeridade de modo a restaurar a confiança dos mercados financeiros.

O que acontece é que, face às medidas tomadas e às expectativas que a Comissão tem de andamento da economia e das receitas que o Governo pode obter com o quadro orçamental que encontraram, os técnicos que vieram a Lisboa encontraram uma diferença de dois mil milhões de euros face ao que seria expectável.

Sócrates disse ontem na Assembleia da República que o Governo “tudo fará para pôr rapidamente as contas públicas em ordem” e que vai assumir o compromisso junto dos parceiros do euro de assegurar “uma consolidação orçamental sem falhas” até 2013.

Já hoje de manhã, o minsitro das finanças anunciou medidas de austeridade adicionais que visam garantir um impacto positivo no défice deste ano da ordem dos 0,8 por cento do PIB."

5 comentários:

Carlos disse...

Citando, Jorge Palma.

"deixem-me rir..."

C.S.

Carlos disse...

P R O P O S T A

Em todas as ruas, praças, becos, bairros e lugares de Portugal, devem ser colocados letreiros:

"Sorria, está a ser gamado"

C.S.

Anónimo disse...

O texto que lá está agora diz "... os técnicos que vieram a Lisboa encontraram uma discrepância face ao que seria expectável.", não falando em 2000 milhões.

Há muita gente que achou estranho aquele ajuste no final de 2009 (até o BdP) e que admitiu poder ser um truque, mas deixo isso para quem percebe do assunto. Pelo acumular de truques não seria de descartar a possibilidade de em Portugal estar a ser feito o mesmo que na Grécia, tal é o apetite deste governo por medidas de alteração de mecanismos de contabilização que fazem a ruptura com o passado e tornam incomparáveis os números.

hajapachorra disse...

Mas se o desgraçado do Pinto MOnteiro, como disse há pouco na tvi24 um membro do CSMP, não cumpre a lei, várias leis, de forma manifesta, consciente e contumaz, que podemos esperar? O dia da raiva...

Luís Almeida disse...

Ainda ninguém reparou que Pinto Monteiro (PM) é o contrário de Ministério Público (MP)?

Finito, Fernando Esteves