terça-feira, 8 de março de 2011

Cuidado, Pedro Lomba...

Pedro Lomba no seu artigo de hoje na última página do Público atira-se a Rui.Pedro.Soares como gato a bofe.
Aproveita o facto do director da London School of Economics se ter demitido em função de notícias que ligavam a instituição ao regime de Khadaffi, para comparar o despautério da nossa PT que mantém nos quadros o dito Rui. Pedro.Soares, depois de todas as peripécias escandalosas que o ligam ao poder político do momento, como “boy” de luxo, “capanga de luxo” ou simplesmente “tralha socrática” ( expressões de Rui Tavares citado por Pedro Lomba).

Pedro Lomba não poupa nos epítetos da sua indignação: “avençado”; “administrador colocado na comissão executiva da PT para fazer de embaixador pessoal e coordenador de operações negras de José Sócrates”; “uma nulidade” que “continua por aí a passear a sua desvergonha e falta de crédito”.

Pedro Lomba arriscou demais neste escrito. Como explica mais à frente, em irónico incentivo a esta fauna política que prolifera em partidos, estes não devem desistir nunca , de alardear inocência, mesmo contra as evidências mais chãs, porque se devem lembrar "sempre que, por mais agudo que seja o vosso aperto, os tribunais podem ser aliados.”

Pedro Lomba poderia ter escrito simplesmente que Rui.Pedro Soares, é um simples apaniguado do governo que está e ficava tudo dito.
Mas, certamente inebriado pela indignação, foi mais longe e epigrafou o dito “boy” de modo insuportável para a vergonha de qualquer pessoa normal. O que sendo completamente justo por adequado às práticas que se conhece, pode muito bem ser demasiado arriscado perante as leis que temos.

Os mesmos mesmos tribunais que concederam civilmente uma indemnização faraminosa ao famigerado personagem, podem repetir a façanha jurídica.

Ao contrário do que alguns pensam, a crise da Justiça, a verdadeira, é essa: a de não assegurar que cada um tenha aquilo que mereça, por direito próprio…e transforme em vítimas da sociedade os que abusam das suas instituições.

Por isso, para falar destas personagens macabras da nossa democracia, o melhor é regressar ao antigamente e usar o sarcasmo e a ironia. Pontos nos nomes, por exemplo.

24 comentários:

zazie disse...

Já tinha reparado nesse truque e no dos nomes próprios com apelidos reduzidos a uma inicial e achei piada.

Quem sabe, sabe. E é incrível se com isso ficam a ver navios.

zazie disse...

Mas o Pedro Lomba está excelente.

Dias Santos disse...

O José anda a enganar-se muito.

Esse truque dos "pontos nos nomes" não serve para nada. O google ignora-os completamente.
Experimente pesquisar por

"Rui pedro soares" "rui tavares" "pedro lomba"

ou então por
rui pedro soares porta da loja

O primeiro resultado da pesquisa é este mesmo post, apesar dos pontos.

zazie disse...

ó burrinho, e que tem isso a ver com o truque legal?

zazie disse...

Não percebes nada...

joserui disse...

Hehe... finalmente uma explicação para os pontos no nome deste sacanita.
De qualquer modo não percebo... se toda a gente sabe que é o sacanita, os tribunais não sabem é isso? Se tiver uma pequena alteração no nome? -- JRF

zazie disse...

Aposto que é mesmo truque de lei que vai contra o senso-comum.

Não foi assim que se escapou o outro da "fruta"?

Pois então... albarde-se o burro à vontade do dono.

zazie disse...

Não se trata de saberem. Trata-se de não poderem provar. A fruta, também pode ser fruta, né?
Ora prova lá que não foi um cabaz de fruta que ele prometeu ao árbitro.

joserui disse...

Hehe...não sabia disso da fruta... nunca provei dessa fruta café com leite... nem sabia que existia. Mas deve ser fruta mesmo.
A única coisa sensata que cada um pode fazer é tentar por todos os meios manter-se longe dos tribunais. Porque isso funciona não só a favor dos sacanitas como contra as pessoas honestas e cidadãos comuns. -- JRF

zazie disse...

Eu não penso assim e ainda bem que fui para tribunal, quando fui roubada. Demorou mas chegou e com juros.

zazie disse...

Fui a única pessoa a receber uma boa pipa, precisamente por toda a gente ter esta paranóia e não quererem meter acção.

Como não nasci para vítima, reajo sempre.

Olha, o mesmo com o plágio. Nem fiz post porque a coisa foi travada e a tese mandada para trás.

josé disse...

Os pontos nos nomes é apenas uma forma de ironia, uma maneira de sinalizar um "boy".

Um nome com apelido por letra segue a mesma lógica, a da designação de um réu de algo que para mim é criticável.

Nada mais que isso. E quanto ao Rui.Pedro.Soares que não conheço, não consigo insultá-lo chamando-o de "nulidade" ou de "capanga de luxo".

A única coisa que tento fazer em relação ao indivíduo é citar o que ele fez ou os jornais dizem que fez, com grande probabilidade de ter feito.
E citar com notas de amargura indignada e de menção ao escândalo nacional que tal representa.

Um país que tem um primeiro-ministro que envia indivíduos destes para uma empresa pública, para lhe fazer fretes como tudo indica que aconteceu, sem dar muito nas vistas da opinião pública é um país doente. Tanto mais doente quanto muitos dos que teriam o dever de administrar o remédio para a cura, ainda por cima dão mézinhas ao doente e ajudam-no a perecer.

É o caso do PGR e do pSTJ.

Mani Pulite disse...

OS JUÍZES E MAGISTRADOS DO M.P. COLABORACIONISTAS COM O SÓCRETINISMO IRÃO TER DE PRESTAR CONTAS PERANTE O POVO NO FUTURO NO TRIBUNAL ESPECIAL TIPO NUREMBERGA QUE TERÁ NECESSÁRIAMENTE DE SER CRIADO APÓS A QUEDA DO SÓCRETINISMO PARA JULGAR OS SEUS MUITOS CRIMES.ESTA É UMA EXIGÊNCIA DO POVO PERANTE A BANCARROTA A QUE CONDUZIRAM PORTUGAL.

lurdes disse...

José

Ler os seus posts é um lenitivo para alma, neste tempo em que o bom idioma português está em extinção...

Carlos disse...

"Peço a palavra"

Viseu, 7.3.2011.


Será que o Alberto Martins de 1969 ainda é membro do grupo da tolerância (zero)?

C.S.

Dias Santos disse...

E o burrinho sou eu?
Um truque legal?

zazie disse...

":O+

zazie disse...

ehehe
Eu já estava a imaginar a argumentação de um advogado. Claro que não é a mesma pessoa- estem tem 2 pontinhos.

":O))))))

Mas aposto que vai ser assim que o Galliano se safa. Ele nunca disse que os maltrapilhos eram judeus. Apenas que uma tipa que anda com uma malinha daquelas devia ser gaseada.
ahahahaha

hajapachorra disse...

Esses capões - psst, mais um truque de quem sabe - nunca leram nem viram Aristófanes. para a pata que os pôs. Aos capões. O Lomba merece uma estátua. Como a do Infante D. Pedro. Até o poeta alegre o reconhecerá nos dias que lhe correm.

Mani Pulite disse...

OS SÓCRETINISTAS ESTÃO PARA SÓCRATES TAL COMO OS NAZIS ESTAVAM PARA HITLER.NÃO SABIAM DE NADA E SÓ CUMPRIRAM ORDENS.ESSA CANTIGA NÃO TEVE SUCESSO EM NUREMBERGA TAL COMO NÃO TERÁ NO TRIBUNAL QUE HÁ-DE JULGAR OS SÓCRETINISTAS.PREPAREM-SE RUFIÕES, O TEMPO JÁ ESTÁ PRÓXIMO.ESTAMOS MUITO VIGILANTES EM RELAÇÃO AO CASO DOS DOIS PROCURADORES DO FREEPORT PERSEGUIDOS PELO SÓCRETINO E RESPECTIVOS GORILAS.

joserui disse...

Zazie, já tínhamos falado disso... ainda bem que recebeu o que tinha direito e era justo. Eu? Vitórias morais? Dasse. Só se ficar xoné ou algum fdp me obrigar. Perder o meu precioso e limitado tempo, só em caso de vida ou morte.
Eu para este país estou à espera de melhores dias. E nesses melhores dias está a justiça e educação à frente. -- JRF

Anónimo disse...

O maior problema de Pedro Lomba seria o ter de ser julgado pelo sistema que temos, que como se pode aqui ver, está a produzir pérolas únicas, só possíveis em filmes cómicos ou de terror de guião necessáriamente escrito pelos mais criativos escritores do planeta:
http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Vila+do+Conde&Option=Interior&content_id=1801443

Maria Paulo Rebelo, disse...

O texto dele só pode merecer aplausos. É um texto subjectivamente agressivo sim, mas como artigo de opinião que é não pode ser menos legítimo somente pela escrita crua. O risco da cultura jornalística na actual democracia não poderá ser colocado numa fasquia tão baixa. Não podemos dizer que um escritor se “arrisca” por tão pouco quanto isto. Mais (!), atrevo-me a dizer que ainda muito ficou por dizer.

josé disse...

Maria Paula:

Leia por favor a última parte do despacho do presidente do STJ que já foi citado por aqui.

Leia por favor a extrema perversidade do que lá vem escrito a propósito da responsabilidade civil...