sexta-feira, 6 de abril de 2018

A politização da justiça pela bempensância nacional

Editorial de Manuel Carvalho no Público de hoje:


O antigo presidente Lula foi acusado, julgado e condenado até à última instância possível. Viu agravada a pena inicial, com uma decisão que transitou em julgado, ou seja, tornou-se passível de execução por não haver mais recursos. O último é o de habeas corpus que não tem a ver com a essência dos factos por que foi condenado, mas apenas em circunstâncias inventadas a preceito para escapar ao inescapável. Perdeu outra vez e não há mais recursos, nem sequer de habeas corpus. A execução da prisão é exigível porque o exemplo de impunidade neste caso concreto poderia tornar-se perigoso até para a imagem da justiça.

Para evitar o inevitável lembrou-se então o condenado Lula de apelar ao sentido de justiça dos cidadãos que o elegeram e que é a Esquerda em geral, no Brasil. Transformou a sua condenação num caso político, de perseguição política, englobando nesse estratagema toda a magistratura brasileira que o condenou. O partido que o elegeu seguiu a estratégia e nem quer saber da separação de poderes para nada.

A partir daí os papagaios da Esquerda portuguesa nada mais fizeram do que escrever como escreve Manuel Carvalho ou um venturoso professor Boaventura. O PCP até acha esta situação um dos maiores escândalos da democracia, como se a democracia do Brasil fosse a democracia que defendem se pudessem ter o poder político.

A questão de Lula passou a ser assim uma questão de política em que a ideologia tem que meter colherada. Já não interessa o que Lula fez ou não fez; não interessa por que foi condenado ou até se as decisões dos tribunais deverão respeitar-se na tal democracia que defendem.

Agora trata-se apenas de lutar por uma causa política que tem Lula no epicentro: as eleições presidenciais no Brasil que se apresentam auspiciosas para a Esquerda se Lula concorrer e segundo as sondagens. Tudo o resto, para esta Esquerda onde se inclui lamentavelmente Manuel Carvalho,  é folclore.
O desplante, à falta de argumentos é a agitação do espantalho do totalitarismo. Uma "justiça totalitária" é a expressão utilizada que nada mais é do que um disparate do desespero de causa.

Esta Esquerda não hesita um momento sequer em usar o argumento mais ignominioso para levar uma água suja a um moinho de vento e para tal não se coíbem um segundo sequer em utilizar a politização da justiça como instrumento de luta válida nesta confusão de conceitos.

Estas mesmas pessoas farão exactamente o mesmo em Portugal no caso de José Sócrates ser condenado e na altura se apresentar como o melhor candidato de uma Esquerda para alcançar o poder político.
Que fique bem claro: esta gente não é democrata coisa nenhuma porque acreditam mais no dito antigo de que os fins justificam os meios. Desde que não sejam apanhados com a boca na botija...

Aliás, há mais gente dessa Esquerda alargada a pensar que o caso é político e nada tem de judicial, apesar das condenações nesse sentido.

 A dupla Pacheco&Coelho, da Quadratura do Círculo Conforme é assim que pensa porque é assim a bempensância.

O Coelho, empresário queijeiro com as massas que amealhou na Mota-Engil ( pressupõe-se...) é o que é e todos percebem o que é. O Pacheco é também o mesmo de sempre: um democrata de ocasião.

12 comentários:

Floribundus disse...

AGIT-PROP das sobras do social-fascismo
que se desmoronou na falecida urss

cccp 'cuidado com o cabrão do preto'

muja disse...

Parece que, por lá, ainda têm Forças Armadas:

http://www.medias-presse.info/bresil-larmee-prete-a-prendre-ses-responsabilites/89793/

lusitânea disse...

Criminosos e ladrões só de direita.Os de esquerda são sempre e só activistas.Embora já no tudo e no seu contrário, isto é tanto descolonizam ao estilo salve-se quem puder como nos colonizam com direitos através de imensos escritórios de advogados...

Ricciardi disse...

"Perdeu outra vez e não há mais recursos, nem sequer de habeas corpus." Jose

Mal o José garantiu de que não havia mais habeas corpus saiu, fresquinho, mais um habeas corpus para contrariar o José e dar mais uma hipótese ao Lulafrário de adiar a prisão.
.
Lula foi julgado e condenado. Não sei bem se foi produzido um julgamento mais baseado no ódio pessoal do que em critérios jurídicos de Verdade. Mas também não interessa. Foi julgado e seguir-se-à a pena correspondente.
.
Por cá a logica da justiça é concebida pela logica oposta. Prendem primeiro e depois logo se vê. Para um pais de terceiro mundo ate nem é mau de todo. Ele há países e regimes que suspendem ate os direitos de defesa.
.
Lula foi um mau governante. Disso não há dúvidas. É certo que deu cabazes a muito pobres. É certo que tornou a vida de muitos pobres um.bocadinho melhor mas não lhe vi capacidade de acabar com a pobreza com medidas que acrescentassem riqueza.
.
Rb

Ricciardi disse...

Isto ainda vai dar que falar. Um general de patente elevada do Brasil vem dizer que o juiz Sérgio Moro não é à prova de balas.
.
Na verdade metade do povo do Brasil apoia o Lula. Percebe-se a razão. Mas metade do Brasil judicial também apoia o Lula. A votação de ontem foi disso prova cabal. De 11 apenas 6 votaram contra o pedido de habeas corpus.
.
É provável que a prisão nunca venha a ocorrer já que o perigo de tumultos sociais é superior à necessidade em cumprir determinações judiciais.

É mais ou menos como a argumentação que prendeu preventivamente o Sócrates, mas ao contrario. Naquela altura argumentaram também o perigo de alarme social para o manter em liberdade. O mesmo perigo deve também poder ser razão para evitar o oposto. Ou não?
Argumentos falsos dão sempre oportunidades fantásticas.
.
Rb

joserui disse...

É a esquerda tal como a conheço desde sempre: anafada, burguesa até não poder mais, gatuna e hipócrita até ao tutano. Tudo em nome dos pobrezinhos, de grandes valores humanistas e amplas liberdades.
O melhor é a esquerda por si própria quando se põem à vontade: desde a cagar-se para a justiça, ser como os gatos — fazer e tapar logo a seguir, ou então, aquela do grande democrata Almeida Santos para os amigos tudo, inimigos nada e para os outros cumpra-se a lei. Para quem ainda se deixa ludibriar, é muito interessante observar quem são os verdadeiros amigos de Lula por cá.
Dito isto, parece que um tal de Loureiro e um outro Costa tiveram um inquérito do BPN arquivado. Ainda há quem as saiba fazer.

Ricciardi disse...

A justiça apreciou os casos Loureiro e Costa e resolveu arquivar.
.
Está resolvido. Não encontraram fundamentos válidos para prosseguir para bingo.


É claro, aqueles que apenas gostam da justiça que pune os seus adversários ou aqueles de quem não gostam, não ficam satisfeitos. A justiça deve estar lá para lhes satisfazer os egos. Os ódios , enfim.

Se não encontram motivos para condenar aqueles de quem não gostam vilipendiam a justiça como cães ferozes a disputar o último osso.

É o caso da abeculazinha deste ultimo comentador. Tadito.
.
Rb

Ricciardi disse...

Em suma, um homem violou uma criança varias vezes durante um ano é meio.

Cometeu o mesmo tipo de crime repetidamente, provocando ferimentos e danos que nunca mais serão curados.

O tribunal deu como provados os factos.

O juiz podia condena lo a prisão efectiva ou atender a atenuantes que as leis proporcionam tendo sempre em vista o bom.senso de wuem aplica a lei.

Calhou ser um juiz abecula. O juiz considerou que o.violador não.tinha antecedentes criminais. O violador fica em liberdade portanto.
.
O violador que repetiu um dezena de vezes o crime de pedofilia durante ano e meio é posto em liberdade porwue, para ele, ao quando este violador cometer a 13a violação de crianças é que vale.
.
Ora, eu lembrei-me de massacrar o juiz. Enfiar-lhe um pau pelo rabo acima. Espero ter a sorte de ser julgado por outro juiz que atenda ao facto de eu nunca ter enfiado paus em.rabo algum.
.
O que me espanta é outra coisa. É haver quem aceite esta decisão judicial.
.
Para mim só há uma solução. Um pau a enfiar para todos.
.
Raça de gente má.
.
Rb

Floribundus disse...


proponho o subtítulo
porta da palhota ou Hüttentür

A Mim Me Parece disse...

A mim apetecia-me espetar um pau pelo rabo adentro a todos os políticos e magistrados que "tiraram" cirurgicamente da prisão o PEDÓFILO Paulo Pedroso e o receberam em aclamação na chamada AdaR. CAMBADA!...

Ricciardi disse...

Bem, esse não foi julgado. Não sabemos se é verdade ou não.

Já aquele que hoje foi posto em liberdade foi provado em tribunal que era pedofilo.
.
Eu tenho para mim que um juiz com este tipo de calibre decisório tem o rabo preso. Só pode.

Não é possível um pessoa mentalmente sã dar a liberdade a alguém que viola uma criança repetidas vezes.

Ou tem o rabo preso ou, também ele, compreende demasiado bem os desejos do pedofilo.
.
Este juiz não tem.condições de ajuizar. Deve constar urgentemente na.lista dos 20 juízes já dispensados por inaptidão para o cargo que este ano já foi burilada.

Não chegava um.filho da luta dum pedofilo e temos de levar com o juiz que liberta pedofilos.

Rua

Rb

Cristina Matos disse...


Caro Rb:

Sobre Sócrates vs. Lula há a dizer oi seguinte: Lula tem o povo com ele; Sócrates tem o povo contra ele.

E mais não digo, salvo se houver pedido expresso nesse sentido.

João Pedro

Corrigan, o Agente Secreto X-9