sábado, 11 de janeiro de 2014

Onde está o porco?

R.R.:

O PS criticou a "confusão entre a política e negócios" na nomeação de José Luís Arnaut para a Goldman Sachs, referindo que o ex-ministro interveio em privatizações como a dos CTT, em que o banco é accionista.
"Parece-me claro que há um conjunto de privatizações, onde a pessoa que agora é nomeada para a Goldman Sachs esteve presente, de uma forma mais directa ou menos directa", afirmou o secretário nacional do PS António Galamba à agência Lusa sobre o ex-ministro-adjunto de Durão Barroso, num executivo PSD.
O dirigente socialista acrescentou haver um "elemento que está permanentemente em todas as privatizações, é uma evidência factual da participação na privatização quer da ANA, quer da REN, quer na reorganização do Banif, do BCP e também na privatização dos CTT, onde a Goldman Sachs não tem uma participação qualquer, tem a maior participação após a privatização".


Este Galamba lembra-me um episódio de  2003 envolvendo no Parlamento a Parpública e a firma de advocacia PLMJ de Júdice. Era outro caso de promiscuidade entre política e negócios do qual nunca se apurou rigorosamente o que se passou. Galamba foi depois para o poder socialista de Sócrates e esmoreceu no interesse em saber.

E lembra-me ainda um outro: o de um certo Pina Moura, administrador de empresas como Media Capital e Iberdrola, depois de ser deputado e governante...
E há outros, muitos outros que Galamba esquece e lembra agora este porque é mais conveniente.

 Este advogado Arnaut tem qualidades reconhecidas...Practice head José Luis Arnaut impresses interviewees with his trade marks expertise, responsiveness and pragmatic approach. "He is very practical and fast," remarks a client. 

A questão principal que estes casos suscita é simples de entender. normalmente estas empresas privadas dão um presunto a quem lhes der um porco...porque é assim a regra dos negócios de alto coturno.
Sabemos qual é o presunto; deveríamos saber também qual foi o porco...

3 comentários:

lusitânea disse...

E o zé povinho se quiser que faça pratos típicos com as tripas do porco...

Floribundus disse...

as ratazanas vorazes ficaram a ver comer o porco

o partido d ag está cheio de marrãs parideiras a custo zero tipo tó

inveja e ódio

Floribundus disse...

ag vem na lista dos maçons da loja a que pertenci

ainda bem que não 'conhesso
o burgesso'