sábado, 17 de outubro de 2020

O brinquedo da TVI joga-se a Norte

 No CM de hoje continua  a luta contra o Ferreira que julga que já manda na TVI.  

A Cofina queria abocanhar a TVI e juntá-la ao negócio sensacionalista da CMTV. O indivíduo da "outra banda", o Octávio do jornalismo trash,  já exultava com novo cargo. Apareceu o bicho vindo da China, com escala em Itália e refreou os ânimos da "CMTV primeiro". A OPA estiolou. 

Numa hesitação de semanas apareceu o Ferreira dos barcos turísticos no Douro, pronto a investir uns trocos dos milhões que ganhou na venda fantástica e oportuna da sua empresa GT para ver  arribas do vinho do Porto. 

Foi então que os da "outra banda" retomaram a ambição anterior e agora há uma guerra do Ferreira do Norte contra o Fernandes do Sul que já foi do Norte. Ambos disputam o mesmo brinquedo. 

O Ferreira que quis ser chico andou a preparar terreno e arranjou alguns sócios de ocasião, todos do Norte para comprar o brinquedo em peças, à PRISA, acolitando-se com gente do poder político que está. A CMTV já lhe topou a espertice. O Fernandes não larga o osso, perdão, brinquedo. 

Entretanto pela aragem se vê quem já vai na carruagem: o Norte, carago! Carago, não, carago!

O director de informação não passa de mais um pau-mandado. Triste, triste.  


É assim que vejo isto da TVI. 

Sem comentários: