segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Políticos e Jornalistas, Cª Lda

Em França a nomeação de um jornalista -Bruno Roger-Petit- como porta-voz do chefe de Estado deu que falar esta semana.

A revista Marianne escreveu assim, mostrando que em França o incómodo é demasiado grande para passar em claro:


Por cá, o assunto não é  notícia, desde que um jornalista chegou a primeiro-ministro, ganhou balanço e conseguiu fundar uma estação de televisão através de uma aldrabice que pelos vistos pouco importa a quem quer que seja.

Triste país este, de galambas em série.

6 comentários:

Floribundus disse...

este social-fascismo está prenhe desta canalha

gauleiter
(palavra alemã, de Gau, distrito + Leiter, chefe)
substantivo masculino
Chefe de um distrito na Alemanha nacional-socialista e nos territórios ocupados ligados ao Reich.

e do povo subornado com o dinheiro dos contribuintes privados ... de tudo

joserui disse...

Como é que nunca ouvi falar da manigância do Balsemão para ficar com a SIC? Aparece agora, que o indivíduo está de pés para a cova? Nunca ninguém da corte dele — copains comme cochons — se importou, o próprio muito menos.
O problema de existir o galamba e muitos galambas iguais ou piores é que a sociedade não os ostraciza… pelo contrário, são estes porcos que sobem na vida, a enganar e roubar toda a gente, a falar constantemente na tv. E os que não enganam, vão comer à mesma malga.
Se um labrego destes me aparecesse à frente numa qualquer circunstância social, nunca lhe apertaria a mão. E no entanto, aposto que seria criticado por isso. Por ser mal educado e mau feitio, no mínimo. Uma vez optei por passar um jantar onde ia estar o anão do supremo… mas fui o único. Outros podiam não ter ido, mas foram — aliás o jantar de uma pequena associação foi de alguma forma divulgado com a presença do anão, já depois dos desmandos com o 44, o do processo ao Saraiva e à mulher. Portanto é a sociedade que temos e pouca treta.

joserui disse...

Sorry, José Manuel Fernandes e não Saraiva!

osátiro disse...

Pois
Depois do fiasco Hollande (( basta recordar textos na época que garantiam o fim da austeridade e de Merkel....e quem escreveu estas bacoradas ...ainda anda por aí a intoxicar o povo...), aparece o fiasco Macron
Ele ia vergar a Merkel, ia acabar com o neo liberalismo (quem o diz nem sabe o k isso é), ia acabar com a xenofobia, islamofobia béu béu..

e pronto...a popularidade deu um trambolhão...a politica económica é ""neo liberal"", a prioridade segundo ele vai ser combater o terrorismo ISLÂMICO.....exatamente assim com A VERDADE gritada ( nos atentados, só se fala em terror.....o fundamento + importante ISLÃO, 72 VIRGENS , ÓDIO AOS INFIÉIS etc....é escondido pelos amiguinhos e cúmplices dos carniceiros...)
mas os adoradores do macron têm k o defender ( e não copiar as broncas vindas de paris) caso contrário, caem em contradição..........

Neo disse...

Falando de jornaleiros, não há um que pergunte ao Costa como é que sai limpo de um governo que não passou de um gang a pilhar o Estado?
O "i" de hoje diz que o 44 também petiscou uns milhões na venda da Vivo.
Como é que um primeiro ministro que é secretário geral do PS comete tantos crimes e nenhum jornaleiro faz a ligação?
O PS sai incólume desta vigarice toda? E o Costa não sabe de nada?
Que maravilha!

Ricardo Amaral disse...

A deriva suicida na Europa(as causas ignoradas) http://www.britainfirst.net/cultural-marxism-and-multi-culturalism/