terça-feira, 21 de abril de 2020

Mata-Bicho 55: as doenças comunistas são sempre tabu...

Observador, 21.4.2020:



Público de 15.12.2010 a noticiar o tabu da doença de Fidel Castro:


Correio Braziliense, 6.3.2013:


É notório, público e vergonhoso: as doenças dos líderes comunistas são sempre escondidas do povo que supostamente representam. Motivos? Não é preciso procurar muito e umas quadras do poeta Aleixo dizem tudo:

Vós que lá, do vosso império
Prometeis um mundo novo
Calai-vos que pode o povo
Querer um mundo novo, a sério!

E outra, ainda:

Mentiu com habilidade,
fez quantas mentiras quis,
Agora fala verdade,
ninguém crê no que ele diz.


Quando Salazar caiu da cadeira no Verão de 1968 e dali a alguns dias foi internado para se submeter a tratamento, não houve mistério como o daqueles figurões que diziam representar o povo e o temiam tanto que escondiam as notícias sobre males supostos ou imaginários.

A prova? Estas duas páginas de uma revista da época, o Século Ilustrado de 21.9.1968 onde se contava a história toda que estes líderes comunistas nunca se atrevem a contar, sequer a noticiar quando são acometidos por maleitas...e alguma razão terão para tal: medo do povo e principalmente de perderem o poder despótico exercido sobre o mesmo.

Sem comentários: