sexta-feira, 20 de março de 2009

Detalhes do exame prévio

Lisboa, 20 Mar (Lusa) -- O PSD pediu hoje a demissão da direcção da Antena 1, devido ao "spot" publicitário de promoção à informação da rádio, que considera "atentar contra a liberdade de expressão e de manifestação".
Em causa está um anúncio da Antena 1, que está a ser emitido na RTP, em que a jornalista da rádio Eduarda Maio informa um condutor que está a decorrer uma manifestação e que esta decorre contra ele e "contra quem quer chegar a horas", o que vai motivar uma queixa da CGTP ao Conselho de Opinião da RTP, noticia hoje o jornal Público.
Eduarda Maio? A autora da elegia escrita ao líder de governo? Na altura, ainda há escassos meses atrás, já muito depois da história da licenciatura e das casas da Covilhã, o livrito de encómios, merecia um prefácio de um indivíduo que pouco tempo depois se tornou notado, por outras coisas ainda não esclarecidas, mas que o serão a breve trecho:
Entre elogios de «enorme generosidade», «sensatez», «prudência», «coragem» e «capacidade de liderança», Dias Loureiro classificou Sócrates como um «homem trabalhador» e um «homem de detalhes»: «Só quem está atento aos detalhes pode fazer grandes coisas. Essa é uma característica dos grandes homens».
(...)
A sub-directora de informação da Antena 1 Eduarda Maio discursou posteriormente e fez questão de esclarecer a origem do título «Sócrates - o menino de ouro do PS»: «Parece que estamos perante um título que é um elogio ao primeiro-ministro mas esse título é estritamente jornalístico. O título é do Correio da Manhã, nem sequer é meu. Foi retirado de uma notícia sobre bastidores [do PS]. Algumas pessoas que o queriam ver líder do PS falavam dele como menino de ouro».
La boucle est bouclée, como dizem os franceses. A ausência de vergonha, já não tem limites.
A ERC, a este detalhe, chama-lhe um figo. Madurinho e saboroso: liberdade de expressão.

ADITAMENTO:

Adelino Gomes, o provedor do ouvinte, considerou no jornal nacional da TVI, desta Sexta-feira que o anúncio atenta contra direitos constitucionais.

D.ª Maio: saia já, em Março.

1 comentário:

Zé Luís disse...

Além das considerações políticas, não vi mencionada a violação do código deontológico dos jornalistas que inviabiliza a... publicidade!