sexta-feira, 13 de março de 2009

A informação documentada

A informação circulava por alguns blogs, colocada no site Forum Nacional. , da extrema-direita portuguesa e alguns comentários assinados aqui e ali, até por um outro "josé". Josés há muitos, de facto.
Um jornalista do Diário de Notícias, pegou nela e publicou a seguinte notícia:

"Divulgação. Documentos foram colocados no 'site' Fórum Nacional São 67 páginas de documentos bancários de Celestino Monteiro, irmão de Júlio Monteiro, ambos tios de José Sócrates, que Mário Machado, líder dos Hammerskins portugueses, colocou na Internet. Os papéis publicados vão desde os certificados de constituição de uma offshore até aos movimentos bancários efectuados durante alguns meses do ano de 2001. Entre compra e venda de acções, o valor global das transacções do tio materno do primeiro-ministro ultrapassou os cem milhões de euros.

Os documentos mostram a constituição de uma empresa offshore, a Medes, no estado do Wyoming, nos EUA, e de algumas subsidiárias, como uma em Gibraltar. Contactado pelo DN, o Banco Popular, entidade que absorveu o antigo Banco Nacional de Crédito, pelo qual, através da BNC International, foram feitas as transacções, não negou a veracidade dos documentos.

Rejeitou, isso sim, qualquer responsabilidade numa eventual violação do sigilo bancário: "Acabámos de tomar conhecimento desta situação. Os documentos, com data de 2001, não indiciam qualquer quebra de sigilo bancário" por parte da instituição bancária, afirmou Paulo Frutuoso, do departamento de comunicação. Isto porque, segundo a mesma fonte, se trata de "correspondência enviada ao cliente". E adiantou: "A BNC Cayman foi desactivada pelo Banco Popular no início de 2006."

Por sua vez, Maria Teixeira, advogada que representou Júlio Monteiro no processo Freeport, mostrou-se surpreendida com a revelação e com o teor dos documentos. Impossibilitada de contactar Celestino Monteiro (o DN também procurou contactar o empresário, mas sem sucesso), a advogada garantiu, ainda assim, que "o caso vai ser seguido", remetendo para hoje uma reacção formal.

Já Mário Machado, líder dos Hammerskins portugueses, descreveu desta forma como teve acesso à documentação: "Estava em casa, tocaram duas vezes à campainha. Quando abri a porta, vi um cobertor. Desenrolei-o e lá dentro estava a documentação. Se for chamado, será isto que direi na Polícia Judiciária."

Mário Machado disse ainda estar preparado para assumir todas as consequências que a publicação dos documento possa envolver. "|

14 comentários:

zazie disse...

ahahha
Grande skinhead

":O))))

Anónimo disse...

É extraordinária a rapidez da PGR a afirmar que os documentos não são relevantes para qualquer processo a correr. Também são apenas 100 milhões! Nada que levante as antenas a investigadores lusos.

vml disse...

5 estrelas!

Tino disse...

Isto é uma história do arco da velha.

Este país não existe!

Colmeal disse...

Cá para mim, desta vez quando o Pinóquio regressar de África, vai dizer que está a ser atacado por uma campanha .... BRANCA !!!!

Será que não se consegue fazer uma investigação a sério neste País ?

Karocha disse...

Eu li e guardei, ele começou por dizer, guardem que amanhã devo ser preso...
Ontem no jornal da TVI a MMG, disse que os Ingleses vão enviar vários volumes, de documentação, sobre movimentos de fundos, entre a Freeport Inglesa e beneficiários Portugueses através de Off-Shores.

CCz disse...

O Expresso fala em escutas logo em 2005.

Karocha disse...

zazie

O arroja está com saudades suas ;-)
Eu quando quero lançar bombas vou ao Blasfémias eheheheh

Gosto muito do seu blog, nunca comentei, mas vou lá muitas vezes!

Karocha disse...

CCz

Você até telfns põem, é jornalista?

Anónimo disse...

Karocha,

Vários volumes são mais precisamente 25! Para cabala é uma grande colheita. Se o PM é o principal suspeito português neste caso, não queria estar no lugar dele. O pobre coitado, é um mártir da pátria.

Karocha disse...

Flash
Mártir da pátria?
Coitadinho...
Mártir da Pátria sou eu e estou aqui a falar, sem bengala,e na net!
Já me roubaram que chegasse...
Mártir?
Algum dia o escândalo tinha que rebentar!!!!

Leonor disse...

Porquê à porta de Mário Machado?
(eis a minha questão)

Karocha disse...

Não sei Leonor,é uma boa pergunta, mas acho que só ele lhe pode responder!

Das divergências e convergências disse...

Deve ser porque o MM gosta de protagonismo, então deram-lhe os documentos.

A corrupção larvar em Portugal