quarta-feira, 25 de março de 2009

O Ministério Público e as chefias

Este artigo publicado hoje no Público ( basta clicar para ler), da autoria de Alberto Pinto Nogueira, magistrado do MP em funções de topo ( na PGD do Porto) , resume alguns dos actuais problemas internos dessa magistratura: a dificuldade notória de comunicação com o povo; a organização hierárquica e modo de entendimento que se prepara para sofrer alterações, com o Estatuto, cujas modificações se avançam e são contestadas pelo sindicato.
O modo de designação dos responsáveis pelas procuradorias-gerais distritais; o reforço dos poderes do PGR em detrimento do CSMP; a ultrapassagem directa dos escalões intermédios da hierarquia, com uma progressiva descaracterização que inquina a autonomia desejável da magistratura e o reforço da chefia de topo.
O texto é de leitura obrigatória para todos os magistrados.

4 comentários:

Karocha disse...

José
Está a ouvir o Bastonário, sobre o caso freeport?
Sabe o que me apetece, criar um blog e esparralhar as conversas do Bastonário comigo!!!!!

josé disse...

Só apanhei o bastonário a dizer que não concorda com o crime de enriquecimento ilícito.

O resto não me interessa. Este bastonário já perdeu toda a credibilidade.
É um tonto.

Não se fie no que lhe disse...

Karocha disse...

Já liguei para a TVI, José!!!!

Karocha disse...

Pois é José, como já ouvi o que tinha
E como sabe quem eu sou, quando me correram do gemini, aonde eu morava à 10 anos, porque pensavam que eu tinha, o que eles queriam lá!
Idiotas, está tudo muito bem guardado !
E em vários,lugares, nada comigo!

O CM arrasa um juiz do TCIC