sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Como os comunistas do Bloco lidam com a iniciativa privada

Em 8 de Julho de 1976 o semanário Gazeta da Semana, dirigido por João Martins Pereira, recentemente falecido e guru principal do Bloco de Esquerda publicou esta página sobre os assuntos laborais do momento. Recorde-se que a economia nacional nessa altura estava já nacionalizada nas suas componentes mais relevantes, tendo ficado por nacionalizar por exemplo os têxteis do Norte do país. Na página ao lado da mostrada há um outro artigo sobre a Molaflex, uma empresa de S. João da Madeira " empresa de tipo familiar" como o jornal lhe chama e onde trata "o regresso do patrão não paga", fazendo uma cronologia da "luta dos trabalhadores" nessa empresa, designadamente as várias greves e dá conta que o principal administrador da firma, Ruy Moreira ( não sei se tem ligações ao actual Rui Moreira, do Porto) tinha sido preso pelo Copcon em 12.3.75 "por ligações ao ELP" e libertado em Setembro desse ano. Conta o jornal que os trabalhadores receberam o dito administrador com "foguetes pagos pelos trabalhadores", depois de terem feito uma manifestação pública no Quartel General do Porto, em 1975, de apoio ao mesmo.
Não obstante o artigo é capcioso e maldoso na abordagem que efectua da situação da firma, tal como nos demais casos aqui relatados e com um pequeno artigo do próprio João Martins Pereira "Sobre o regresso dos patrões".
Evidentemente que este tipo de artigos se destinava a preparar a opinião pública para uma ainda maior ofensiva contra o capitalismo e a iniciativa privada se tal lhes fosse possível, o que aliás nunca foi. Por isso vivem eternamente na nostalgia do PREC e agora que os ventos sopram outra vez de feição para outra farsa, dedicam-se de corpo e alma à tarefa, principalmente na Assembleia da República onde têm assento, ao contrário dos "fassistas " de extrema-direita que esse direito não têm, por imposição legal. Tal como escreve João Martins Pereira no artigo, " a luta contra o regresso dos patrões ultrapassa os limites da luta anti-capitalista: ela é hoje, pelo que se viu, uma luta de todos os trabalhadores contra o fascismo". Logo, capitalismo é igual a fascismo. Partidos de extrema-direita são o diabo em forma de organização política e portanto estão banidos desde paraíso democrático. Ficam apenas os comunistas que são bons democratas. Não são?

O Bloco de Esquerda é isto e Francisco Loução pior que isto porque é da sua ala mais radical. Anda por aí a tentar um movimento "de esquerda". Que não se esqueça de dizer o que quer fazer das empresas privadas e se já abandonou as ideias que tinha ainda há pouco tempo, sobre o comunismo.



16 comentários:

Lura do Grilo disse...

Um meu amigo, já falecido, chamado Manuel Gonçalves esteve retido várias horas pela tralha comunista na Estação de Valença quando ia comprar caramelos a Espanha nesse período.

Disse-me que o confundiram com um empresário: as listas circulavam!

Vivendi disse...

um dos aspetos negativos do antigo regime seria porventura a pide mas esta comunada provou também e de forma inequívoca que eles não eram flor que se cheirasse com a prática de uma série de atentados à propriedade privada.

ferreira disse...

Hoje precisei de ir à farmácia comprar um medicamento, o que não fazia há mais de um ano. Estava a preparar-me psicologicamente para a habitual longa espera mas, sorte a minha, foi rapidíssimo, a farmácia estava vazia. Infelizmente não tinha o medicamento. Fui a mais 2 farmácias, o mesmo panorama: sem clientes nem medicamento. Aceitei que a sra o encomendasse, iria lá mais tarde buscá-lo. Ouvi o telefonema: encomendou 1 (uma) unidade.
Conclusão minha: se é assim com os medicamentos, a coisa está mal...

Nem sei porque escrevo isto aqui. Possivelmente só teremos posts do José sobre a miséria em que estamos daqui a uns 40 anos, quando já ninguém se lembrar dos comunistas nem dos bloquistas.

Floribundus disse...

a pide era tão má e sobraram todos?

mau seria o gulag onde nos iam instalar se pudessem

andam a brincar com o fogo.
lembrem-se que já não têm o apoio da urss

Floribundus disse...

no que respeita aos medicamentos
posso afirmar com conhecimento de causa que havia excesso de 'profissionais' da hipocondria. aturei-os 40 anos.

fui pela 2ª ao Hosp. Sta Maria e fui impecavelmente atendido.
provavelmente tão bem como o boxexas

josé disse...

Andaram a brincar às revoluções, destruíram a capacidade produtiva de um país, expulsaram os capitalistas que o faziam e ainda aparecem como salvadores do povo trabalhador.

É preciso serem loucos.

josé disse...

E porém, a mentalidade aí continua. É ver e ouvir o Arménio que as ideias fossilizadas parece que sairam do museu fresquinhas como sempre estiveram, embalsamadas em ópio do povo, no caso a igualdade e os amanhãs a cantar. Uma bela receita alquímica.

josé disse...

A idioteira útil, essa nunca desapareceu e tende a proliferar em nome do ideal "democrático".

É perguntar ao Louçã e ao Arménio o que faziam aos "fassistas" de acordo com a sua designação.
Onde os colocariam se pudessem...

Vivendi disse...

a pide era tão má e sobraram todos?

mau seria o gulag onde nos iam instalar se pudessem


Concordo! A pide comparada ao gulag ou qualquer outra organização de censura comunista foi uma brincadeira de crianças....

Anónimo disse...

José, caros comentadores!
Mas alguém sabe qual é o projecto, modelo de sociedade ou qual o regime político que essa gente preconiza?
Modelo de regime Chinês? Coreia do Norte, Cuba?
Não sei o que essa gente quer a não ser orquestar ódios e semear invejas.

josé disse...

A dona Lourenço da SIC parece saber...

Kaiser Soze disse...

Sim, a PIDE não era muito má comparada com o Gulag.
Ah, e o Arménio Carlos não é assim tão mau se o compararmos ao Pol Pot.

Espantoso!

lusitânea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lusitânea disse...

Nestes tempos modernos e democratas ainda vamos ver os comunas a engolir sapos venenosos.Sim porque o capital agora está a caminho de ser de outros kamaradas estilo olhos em bico ou mulatos.Para o indigenato é reservada a parte da salvação do planetaue nos escolhe , com direito a africanização acelerada, através do "Estado Social Internacionalista" em nome do qual todos somos novamente espoliados e voltamos a ser todos "portugueses"...

JReis disse...

José,

Sim Ruy Moreira era o Pai do actual Rui Moreira putativo candidadto à camara do Porto.

josé disse...

Obrigado. Então vou publicar a página da Gazeta sobre o caso...