quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

O regabofe continua...a austeridade é para os tansos.

 TVI ( Carlos Enes):

A austeridade que o Governo está a impor aos portugueses, obrigando-os a rever os seus orçamentos familiares, parece não estar a servir para os próprios membros do executivo. É o que mostra, pelo menos, um relatório do Tribunal de Contas (TdC), revelado esta quinta-feira pela TVI.

«Não existe evidência de que as despesas de funcionamento dos gabinetes dos membros do Governo tenham diminuído», afirma o TdC no relatório do estudo aos gastos dos gabinetes ministeriais.

O Tribunal de Contas convida o Governo a praticar maior transparência no que respeita aos orçamentos dos gabinetes de ministros e secretário de Estado, afirmando que «a inexistência de um tecto máximo para a despesa dos gabinetes e a manutenção da sua opacidade revelam que persistem anomalias, situação que deve ser ultrapassada em nome do rigor e da transparência orçamental».

O Tribunal de Contas reconhece que o Governo melhorou em relação ao anterior, com a aprovação de nova legislação e a publicação de informação na Internet... mas não ainda o suficiente.

«Em matéria de transparência e publicidade da informação dos gabinetes ministeriais houve melhorias. No entanto, da informação disponibilizada não consta, ainda, a dotação orçamental inscrita para cada gabinete», acrescenta.

Mesmo o novo regime legal continua, para os juízes, a apresentar lacunas importantes. Por exemplo, no que diz respeito a regalias extra-salarias dos membros dos gabinetes. «No actual dispositivo legal, à semelhança do anterior, não constam critérios sobra a atribuição de regalias como o cartão de crédito, uso de viatura e despesas de telefone», refere.

Os juízes criticam ainda que as habilitações do pessoal nomeado para os gabinetes fiquem muitas vezes por divulgar, a ausência de um regime claro de incompatibilidades e a facilidade com os ministros podem contratar consultores externos por ajuste directo, sem sequer fundamentarem porquê.

3 comentários:

Floribundus disse...

os contribuintes herdaram uma dívida que pagam 'com língua de palmo'
o mesmo não acontece com os políticos sejam da oposição ou governo.
a AR é um escândalo.
o financiamento dos partidos é um 'regabofe'

o governo da troica devia dar o exemplo. não se distancia o suficiente do socialismo, só do ps e esquerda restante.

precisamos dum seguro contra o socialismo que nos empobrece diariamente


Kaiser Soze disse...

Talvez este Governo esteja a ser mais escrutinado do que o costume e talvez eu esteja mais atento do que costumava estar, também.

Quanto a este regabofe, é isso mesmo, um regabofe.

O que me parece, contudo, ainda mais grave é a absoluta incompetência a que somos expostos diariamente.
Desde a TSU a esta nova ideia de reduzir a indemnização para 12 dias, temos um Governo que não faz a mais pequena ideia do terreno que pisa e, porque assim é, está constantemente às arrecuas e isso não é maneira de governar e nem sequer tentar governar um país.

Parece-me uma versão exagerada do Governo por sondagem de Blair...mas com muito menos arte.

lusitânea disse...

Calma que governar pretos é uma coisa difícil.Os governantes merecem por isso alguns momentos de descontração.Vão ver que com esta folga vamos ter direito a mais umas escolas a servir as 3 refeições do dia...

O TCIC é para acabar...