quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Vital constitucional

 Económico:


O eurodeputado do PS, Vital Moreira, não partilha das teses que defendem a existência de inconstitucionalidades no Orçamento do Estado para 2013, argumentando que apesar dos vários cortes que incidem sobre os funcionários públicos e os pensionistas, o "elo mais fraco" são os trabalhadores do sector privado, que estão sujeitos a "elevado risco de desemprego e perda absoluta de rendimentos". O corte nas pensões é o "único ponto constitucionalmente problemático", diz.

Vindo de quem vem- um dos padrinhos da actual Constituição- é interessante este comentário. Revela que o Direito é mesmo uma aldrabice secante e que as inconstitucionalidades aparecerão "sempre que um homem quiser", ou seja, o relator do acórdão do tribunal Constitucional.
Quanto a Vital Moreira o palpite é o de que anda a fazer-se ao piso, como se costumava dizer.

3 comentários:

Floribundus disse...

tal como um anúncio de camisas o socialismo
'não faz pregas no peito nem rugas no colarinho'
em vez disso provoca todo o tipo de miséria física e intelectual

este gajo parece uma mosca que, depois de muitas tentativas, consegue atravessar o vidro

ferreira disse...

Sempre atrasado, este. Será que é desta que consegue a proeza de que o Floribundus fala?
No PC, bzzzzz.. bzzzzz.., não conseguiu. No PS, bzzzzz.. bzzzzz.., esborrachou-se. Conseguirá finalmente atravessar o vidro e juntar-se à troika Passos / Relvas / Gaspar?
Se houvesse realmente justiça, tanto esforço já teria sido premiado.

Kaiser Soze disse...

...deve ser porque recebe uma pensão qualquer.
Infelizmente, mesmo quem se vê como paladino do que quer que seja ainda é dos que só fala quando lhe dói.