terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Líderes portugueses: "grandes viajantes em fraldas de camisa"

 Augusto Mateus, economista que já foi do MES e até ministro socialista disse agora isto:

Economista aponta que ajustamento que Portugal está a fazer é maior do que os do passado porque “a dimensão dos problemas é muito maior”. E que Portugal viveu virado para dentro sem prestar atenção ao que se passava no mundo.
 (...)
Mas o ajustamento em curso é o maior dos últimos setenta anos “porque a dimensão dos problemas é muito maior” do que foi no passado. “E é maior porque o mundo mudou muito e a concorrência aumentou muito”, bem como “porque, em Portugal, prestamos pouca atenção a essa mudança no mundo”.

O economista explica que Portugal viveu voltado para si próprio, não observando o que se passava no resto do mundo.
(...)
“A sociedade portuguesa fechou-se muito. Dedicou-se muito a auto-estradas, estádios de futebol, a casas, a centros comerciais”, ou seja “virou-se muito para dentro e prestou pouca atenção à sua capacidade de produzir bens e serviços para o mundo e, desse ponto de vista, gerar riqueza. Temos uma crise de competitividade que advém muito de nos termos virado para dentro”, frisou.

A perplexidade que me acorre ao ler e ouvir isto é a seguinte: então não tivemos nos últimos trinta anos os presidentes da República mais viajados de todo o mundo, provavelmente? O que aprenderam estas pessoas, "presidentes de todos os portugueses"  todos eles grandes viajantes e que visitaram centenas de países para dar a conhecer Portugal ao mundo e aprenderem com esses mundos, que afinal, segundo Augusto Mateus,  nos conduziram a este beco? Que líderes tivemos nestes últimos trinta anos para chegarmos a esta miséria como país? Como foi possível passarmos por duas iminentes bancarrotas e nada termos aprendido de útil para evitarmos a terceira? O que é que esta gente merece, no fim de contas? Medalhas de mérito?
Afinal que espécie de líderes andamos sempre a escolher? Os portugueses ainda não perceberam que o sistema político que se formou após o 25 de Abril foi literalmente tomado por estes medíocres que não querem largar o osso e apostam ainda em continuar a nos enganar? Alguém espera que um político como António Costa tenha alguma coisa de útil a dar aos portugueses?

7 comentários:

lusitânea disse...

O António Costa não vai desistir enquanto não encher a mouraria de mouros!Então se forem da sua casta superior, melhor!

Floribundus disse...

os 'empallados' somos nós sempre a ser sodomizados por esta bcorja de incompetentes. os seus votantes são todos devoristas.

'aqui no hay trampa ninguna'

Floriano Mongo disse...


PORTUGAL-MARAVILHA


««« A sociedade portuguesa fechou-se muito. Dedicou-se muito a auto-estradas, estádios de futebol, a casas, a centros comerciais”, ou seja “virou-se muito para dentro e prestou pouca atenção à sua capacidade de produzir bens e serviços para o mundo e, desse ponto de vista, gerar riqueza. Temos uma crise de competitividade que advém muito de nos termos virado para dentro»»»




Augusto Mateus, economista e ex-ministro socialista, afirmando que acabou de descobrir que em vez de Portugal andar anos a fingir de rico com um fraque puído nos fundilhos, para o seu desenvolvimento e progresso afinal é preciso gerar riqueza.

AAA disse...

Este fulano não foi ministro da economia? Pelos vistos abriu os olhos só depois disso.
É pena.

N disse...

José o que vale é que numa democracia todos nós valemos um voto e o povo Português é muito inteligente e os nossos media independentes e a nossa justiça eficaz contra os corruptos.

Não desespere,vai ver que agora vai ser muito melhor daqui para a frente sem os milhares de milhões da ue a jorrar e ao invés disso milhões a ter que sair para pagar a dívida,dívida essa precisamente criada em tempos de vacas gordas.

Que os Deuses nos livrem dos fascistas,nazis e dos "gajos da bola"...

Nem que o preço disso seja isto ficar a angola europeia.

Amém democracia!
Avé politicamente correcto!

Rui disse...

ainda mais engraçado é que a empresa de consultoria deste senhor foi (e se calhar ainda é...) paha para fazer estudos pseudo economicos que pseudo viabilizassem os projectos megalomanos que hoje sao apontados como errados.....

Dario disse...

Portugal fechou-se a olhar para dentro com dinheiro vindo de fora, mas atencao, ninguem viu, quando digo ninguem, falo de eleitores e politicos, governantes e simples cidadoes, economistas e banqueiros, ninguem viu que nao era possivel gastar tanto e ter tao pouco.
Vir agora, ao fim de todo o mal estar feito, como faz este Augusto Mateus, ou como fez o Medina Carreira, criticar e ter solucoes e, como anunciar o milagres de Fatima sobre a grande guerra, dois anos depois desta ter comecado.
Portugal tem comentadores a mais e pensadores a menos.
Todos sabem que o pais esta roto, mas quando estiveram no poder so souberam rasgar, destruir, gastar, encher bolsos a amigos, etc, etc. Todos sabem que nao e possivel viver assim,que ha gente a mais a viver ha custa do estado mas ninguem quer deixar de receber pensoes de luxo, (aqui so falo para uma minoria)ninguem quer deixar de receber o rendimento minimo, ninguem quer deixar de receber o rendimento de insercao.
Politicos que sabem e dizem que nao e possivel manter tanto reformado, mas criaram leis que facilitam reformas aos 45 anos.
Aqueles que fizeram de caminhos de cabras autoestradas, aqueles que fizeram de simples calceteiros empresarios de sucesso, com dinheiros vindos de fora a juros altos e que agora estao a ser pagos com lagrimas, nao sao os unicos culpados, quem andou anos a fio a votar e a eleger vendedores de banha da cobra tambem e culpado, desviarem-se agora e agir como ratos de navio a afundar, mas pior que isso e, aparecerem como se nada tivessem a ver com o caso, quando estao nele enterrados ate a ponta dos cabelos, deveria ser crime, deveria ser punido.
Em democracia pune-se com o voto, abram os olhos.

Lembrem-se

Se isso for ao fundo de vez, como no titanic, ha sempre uma meia duzia de bandidos que escapa, essa meia duzia que tem escapado sempre e que nao deixa esse pais desenvolver, desenvolvem-se apenas a eles.

Pensem nisso e da proxima vez que forem votar nao se esquecam de condenar esta canalha que saiu do poder, mas nao nos sai da frente, esta em todo lado, ou na tv, ou numa qualquer empresa publica ou privada, com salarios chorudos pagos, ou por si, ou pelos fundos de desemvolvimento que nada desenvolveram, mas que voce vai ter que pagar, esta a pagar, bem caro...... caro contribuinte.
Um abraco de solideriedade pra todos voces.

O TCIC é para acabar...