segunda-feira, 30 de março de 2009

A vergonha perdida

Sol:

O deputado Paulo Pedroso voltou a perder, em segunda instância, a acção que tinha interposto por difamação e denúncia caluniosa, contra os ex-alunos da Casa Pia que o tinham identificado como autor de abusos sexuais. Além de seis ex-alunos da instituição, Carlos Silvino era também arguido neste processo.
O Tribunal da Relação de Lisboa considera porém que os autores de denúncias por abusos sexual não tiveram intenção caluniosa.
Paulo P., à semelhança de Ferro R. e Jaime G. ainda não ganharam uma, contra os jovens que os acusaram de abusos sexuais. Nem uma. Os tribunais, incluindo os de recurso, continuam a proferir sentenças em que os depoimentos desses jovens merecem suficiente credibilidade para os isentar de responsabilidade criminal por qualquer difamação.
Ainda assim, aqueles, continuam na política activa, como se nada fosse e como se nada disto importasse. Com o apoio de uns tantos, por vezes insuspeitos que também não se dão por achados.
Tamanha pouca-vergonha não vislumbro.

22 comentários:

Leonor disse...

No comments!

Dr. Assur disse...

É pena existir esse “No comments!” de quem sabe, seja lá quem for.
Porque essa "laranja" (ou "Rosa" se preferirem) bem espremida corria o risco de dar um “sumo” interessante.

Coisa que não sabemos e que eventualmente nos poderá aguçar a “sede”…

100anos disse...

É simples, José.
Como sabem que dificilmente terão ganho de causa em termos judiciais, agem por antecipação - há anos que espalham a ideia que dos tribunais não pode vir nada de bom, pois os juízes são estúpidos, os MPs são persecutórios e os funcionários são corruptos.
Paralelamente erguem uma lei de responsabilidade civil ameaçadora, deixando bem claro que o melhor é absolver ou nem sequer acusar.
Tentam acelerar a "berlusconização" da justiça portuguesa e talvez consigam, porque os comparsas do maior partido da oposição não são virgens na matéria (remember o nó cego das prescrições ?)

Karocha disse...

Subscrevo o comentário da Leonor!

vml disse...

Tamanha pouca-vergonha é difícil mas vislumbro outras vergonhas de igual tamanho.

O facto de Pedroso (e outros que tal) não ter sido pronunciado, por exemplo.

E de ainda lhe terem atribuído, em determinada altura, algum do nosso dinheiro de forma considerada legal.

Ou o facto de, tanto Pedroso como os restantes, andarem há tanto tempo, e continuarem, a encher-se à conta do erário público.

Incluindo a turbe (de uns 3 milhões) que tanto os defende, em todo o lado, seja no parlamento, nas televisões, nos jornais, nos blogs, e por aí fora.

E, ainda por cima, se anunciar essa grande família como estando à frente de sondagens!

Talvez esta seja, para mim, ainda das piores vergonhas.

Uma vergonha!

KILAS disse...

Pois....

Confesso que nestas coisas dos crimes sexuais não me admiraria nada se começasse a aparecer a " vindicta privada "...

Bem, eu falo por mim, se um azar desses me batesse à porta...

Leonor disse...

Dr. Assur? Hello!! Está por aí?
Dirigiu-se-me? Quer fazer o favor de ser mais cristalino para que eu possa replicar?

Colmeal disse...

Desculpem a pergunta :

É este indivíduo o cabeça de lista do ps à câmara de Almada ?

Ainda deve acreditar no Papai Noel ...

Miguel M. Ferreira disse...

Antes de mais vou admitir que não conheço uma linha dos autos do processo casa pia. O que sei é pela imprensa que, como todos sabemos, não é propriamente uma fonte segura.

O José é uma pessoa que sabe muito da vida em geral, mas sobretudo de direito. E sabe muito bem, como excelente jurista que é, que dizer isto é juridicamente incorrecto:"Os tribunais, incluindo os de recurso, continuam a proferir sentenças em que os depoimentos desses jovens merecem suficiente credibilidade para os isentar de responsabilidade criminal por qualquer difamação."

Quase que se põe no mesmo campo de P.Pedroso quando este afirma que a atribuição pelas varas de Lisboa de uma indemnização cível equivale ao reconhecimento da sua inocência.

Ora bem, nem a condenação do Estado permite extrair a conclusão da inocência de P. Pedroso, nem a não pronuncia das vitimas pelo crime de difamação lhe confere qualquer credibilidade...pelo pouco que li apenas não se consegue ter a certeza do "animus difamandi"....

Não se confundam os campos e as coisas....

josé disse...

Miguel Ferreira:

A decisão da Relação neste caso, como no do próprio Paulo P. significa isso mesmo: isentar os arguidos de responsabilidade criminal.
Não é o mesmo que dizer que foram absolvidos.
No entanto, neste caso poderia dizê-lo, porque os seis jovens foram absolvidos.

Paulo P. não foi absolvido: ficou apenas isento de responsabilidade mas por outro motivo: não chegou a ser julgado...

Tino disse...

Isto, o que resta de Portugal, transformou-se num prostíbulo.

Mas um prostíbulo da pior natureza, de homossexais e pederastas...

Dr. Assur disse...

Hello Leonor

Não precisa replicar...

Foi um comentário em "lato sensu".

Mani Pulite disse...

Freeport e Casa Pia estão cada vez mais iguais.Pedroso não pronunciado=Sócrates não é arguido.Tudo é Cabala ou Campanha Negra.Na sombra,pressionam-se,compram-se Magistrados e Comunicação Social.Mobilizam-se os "amigos" espalhados pelo Estado.Processos por difamação a rodos para partir quem exige que Justiça seja feita e aproveitando a desconformidade da legislação portuguesa com a legislação idêntica europeia em matéria de Direitos Humanos.A democracia portuguesa é hoje uma burla.Se nada fizer Cavaco passar-lhe-à a certidão de óbito.

Leonor disse...

Hello, hello!

Ah, bommm, Dr. Assur! É que já estava indecisa entre o sumo suculento da laranja ou o cheiro fragrante da rosa.

(Nunca me pronuncio, aqui, de situações que conheço. Limito-me a alvitrar sobre o que não sei e sempre de uma forma incipiente:)

vml disse...

Vou deixar uma pergunta, não querendo de forma alguma estar a levantar suspeitas infundadas ou a lançar uma nuvem sobre qualquer uma das grandes figuras do regime, mas disseram-me que, já este ano, uma famosa procuradora recebeu 500 mil euros por baixo da mesa, será verdade? Ainda sou detido outra vez (mas não fui eu que recebi o cacau)...

Leonor disse...

Ai vml, vml!!

Dr. Assur disse...

Good

Laranja azeda ou rosa espinhosa parecem fazer mal à saúde. :)

Pois. já dizia Sócrates (o outro): "Só sei que nada sei". :)

É o melhor para a saúde. :)

Leonor disse...

Pois, só podia ser mesmo do outro, porque este sabe muito.

(a continuarmos com esta conversa de sacha, não tarda nada somos expulsos)

Dr. Assur disse...

Expulsos pelo amigo José ou pelo "polvo"? :)

vml disse...

Vejam lá, cuidado que o jurista Pedroso ainda faz uma queixa contra esta caixa de comentários.

Quer dizer, pode querer fazer contra esta, mas isto se não se enganar e fizer contra outra qualquer...

Cá por mim seria um prazer ir discutir algumas coisas com eles, mas desde que fosse publicamente, com acesso de jornalistas à sala, mas parece que não é costume quando se trata de certas "personalidades"...

Leonor disse...

Pelo amigo José, claro. Não é ele que manda nesta casa?

VML: faça-lhe o convite.

vml disse...

Sim, o josé é da loja :)

O jornalismo sério do Governo