terça-feira, 1 de setembro de 2020

A guerra do Ultramar continua a ser colonial...

Esta notícia de um jornal do Centro de 2016 dá conta que um investigador do CES, do emérito professor Buonaventura, celebérrimo e ilustrérrimo pelas incursões sazonais no inferno do Wisconsin, em vilegiatura forçada para estudar in loco o homo capitalistus, ia ter uma bolsa europeia para estudar outro assunto magno: as guerras "coloniais" e de "libertação" em África.



Este Cardina já estudou o nosso maoismo serôdio e tem assento no CES  e no Esquerda Net.  Será que ainda anda a estudar o tema magno com a maquia de mais de um milhão de euros que dá para lavar e durar?

Para já temos artigos sobre os "refractários" , ou seja, os desertores, os heróis da guerra que para eles era colonial e para os demais apenas do Ultramar português.

Tem aqui retrato de alguns deles...tirado faz agora 50 anos, no Gerês.


Estes heróis até tinham uma cançoneta, vinda de França, para ouvirem nos tempos de nostalgia, longe da pátria que traíram:




Sem comentários: