segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Em cima da mesa de Setembro 2020

 Esta imagem mostra algumas publicações que tive em cima da mesa durante este mês.  

A partir de cima e da esquerda para a direita: 

Actuel, revista francesa  que apareceu há 50 anos e no rescaldo de Maio de 1968,  durou cinco anos, até 1975. O número de despedida em Outubro de 1975 tem uma capa fabulosa:


Despedia-se assim, dos leitores:


Antena: revista portuguesa, de cariz conservador, dedicada a assuntos de televisão. Este número de 7 de Agosto de 1970 traz um obituário de Salazar por João Coito, um comentador residente na tv de então, num programa dominical chamado TV7. Na altura era uma "seca"...tal como o do Vitorino Nemésio.


Século Ilustrado de 8.6.1974: no interior um artigo sobre a escravatura. Uma página  mostrar quem organizava as caravanas: os berberes.


Tal&Qual, um livro recente sobre a história do jornal lançado por Joaquim Letria e outros em 28.6.1980, com esta capa que inaugurou por cá o jornalismo da cusquice.


Primeiro anúncio ao Walkman da Sony, do início de 1979, publicado numa revista americana, ainda com a designação Soundabout. Era um pequeno leitor de cassetes com som de alta fidelidade e auscultadores reduzidos para se poder ouvir a andar.


Realidade, revista brasileira, da editora Abril, de Junho de 1973 e que trazia uma reportagem sobre três desenhadores de caricaturas, franceses, no início de carreira: Morchoisne, Mulatier e Ricord. Uma delas:

Volume relativo ao ano de 1974 da série Príncipe Valente, publicado agora  pela editora Planeta de Agostini, com origem brasileira e espanhola, com uma das melhores impressões dos desenhos originais de Hal Foster.

O Príncipe Valente foi publicado em série semanal,  desde 1949, originalmente nos jornais americanos e em todo o mundo, inclusivé em Portugal, no suplemento de Domingo do Primeiro de Janeiro, durante vários anos, nos sessenta e setenta. 

Gibrat e o álbum de bd O Voo do Corvo ( Edições Asa, 2002, Vol.I) que começa assim, com imagens extraordinárias:


Rock& Folk do ano de 1978. Por esta altura desse ano os assuntos eram estes: 


Revista inglesa Shining, com capa dedicada aos Crosby Stills, Nash& Young, e ao disco Déja Vu, que faz agora 50 anos que foi lançado. 


L´Europeo de 6 de Junho de 1975 com uma entrevista com Mário Soares ( a de Cunhal sairia na semana seguinte) da autoria de Oriana Fallaci. 

Transcrição para guitarra acústica da música dos Fleetwood Mac, Never Going Back Again, de 1977, publicada na revista Guitar School, de Maio 1992. 

Este tema numa versão mais recente, do seu autor e que dá para aprender a dedilhar.   

Em baixo da pilha ainda há outros, como uma edição deste mês de uma publicação da revista Uncut dedicada ao grupo americano Grateful Dead. Uma análise crítica de todos os discos em estúdio e muitos ao vivo e compilações deste grupo fabuloso! 



Sem comentários:

Os governantes no antigo regime