segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Memórias rastejantes


Ler esta conversa entre José Sócrates e Luís Arouca, publicada no Correio da Manhã de hoje, acerca dos pormenores da licenciatura daquele, é deprimente.
Basta atender ao seguinte: José Sócrates sobre um projecto de dissertação, componente essencial de uma licenciatura em engenharia, não se lembra de o ter feito, dez anos antes. Para perceber o alcance deste esquecimento, basta que cada pessoa que fez esse curso entenda que estas coisas não se esquecem. Nunca.
José Sócrates esqueceu. E foi preciso lembrar-lhe. Nas circunstâncias que acima se descrevem...

15 comentários:

Anónimo disse...

De facto, com escutas deste calibre moral e ético a única coisa que o nosso querido-PGR pode dizer é que dá vontade de rir, tal é a forma imbecil com que este arranjinho tem lugar. Mas já agora pergunta-se: a tal lei que proibe as escutas em que intervenha o PM foi feita antes ou depois disto? É que em qualquer dos casos se colocam questões bastante interessantes, daquelas graves, para não dizer mais. Se foi antes, a PGR actuou na destruição das outras porquê? Porque ainda não estavam reveladas? E nestas, não actua? Se foi depois, qual foi o "acaso" que lhe deu origem? É que foi mesmo por acaso, não é?

AF disse...

Mau trabalho de paginação. A quebra de página ficava muito mais limpa uns centímetros abaixo. Metaforicamente falando, claro está.

josé disse...

As alterações fundamentais que obrigaram a que as escutas ao PM fossem autorizadas pelo pSTJ são de 29 de Agosto de 2007 ( Lei 48/2007 de 29.8) e entraram em vigor um mês depois, acho.
Portanto estas escutas que são de Março de 2007 são perfeitamente legais.

Quem alterou sabia porque o fazia...

josé disse...

AF:

quem fica de queixo caído é quem lê esta pouca-vergonha.

Malha-nos Deus!

Mani Pulite disse...

Para quem não sabe a cadeira de Projecto é o grande cadeirão da fase terminal de qualquer licenciatura em Engenharia.Exige um esforço colossal e nenhum engenheiro que teve de a fazer esquece o esforço e o que fez.Só uma fraude total justifica este "Esquecimento".Que se saiba não sofria de Alzheimer nessa altura.

Manuel disse...

A reacção típica dos orgãos de comunicação social. Após o CM ter começado a noticiar este escândalo, só a SIC noticiou de forma tímida. E os outros? O jornalismo suave do costume, suave para os fortes, mas severo para os fracos.

Tenho comprado o Correio da Manhã com gosto. Continuarei a fazê-lo enquanto for um jornal quem os tem no sítio.

Hoje ainda não vi tv, pode ser que já tenha soado qualquer coisinha.

JC disse...

Não me consta que tenha soado o que quer que seja.
Os demais orgãos de comunicação social mantêm um silêncio ensurdecedor sobre estas escutas.
JS, num País a sério, ou pelo, menos, com um PGR sério, estava bem cozido com "f" e "d" no lugar do "c" e do "z"...

josé disse...

As tv´s estão nas lonas e esta gente tipo Judites ou Josés Albertos Carvalhos apenas querem manter o status quo. Os 15 mil euros ao fim do mês.

Se começarem a mijar fora do caco, vão borda fora e lá se vai a vidinha que têm.

Floribundus disse...

o pgr também não se lembra de nada.
no mp anda tudo com ar muito cândido.

Anónimo disse...

Obrigado pelo esclarecimento José.
Já desconfiava que o caso fosse dessa gravidade.

Karocha disse...

Anda tudo amnésico José!

Karocha disse...

José
Que se passa na net ?
censura?

Fernando Oliveira Martins disse...

José: o nosso agradecimento por digitalizar as notícias do nosso ex primeiro mentiroso. O blog Geopedrados está a copiá-las, indicando autor e origem, para memória futura.

PS - hoje saiu mais outra...

Carlos disse...

Meus caros,

Entendo e julgo que seria muito útil e pedagógico para a nossa democracia, a clarificação na justiça, do comportamento do nosso ex-PM.
No entanto, lembro: já faz tempo que é outra trupe a (des)governar e seria bom não esquecermos que temos outro mentiroso ao leme. Até porque, parece que há roubos e tiques, que servem as mesmas clientelas.

AL disse...

O tipo e os seus conselheiros, a ser verdade isto são uns vigários. A tal Cândida, da PGR, não tem vergonha na cara? Uns vigários, todos os que se conluioam no silêncio e no fechar de olhos. Até o marinho pinto ontem criticava o Jornal C.M. Outro "vigário", ao que percebi pelos acórdãos do Constitucional. Um caos, um verdadeiro caos.