Páginas

quinta-feira, 6 de abril de 2017

O Peixoto da Corporativa tinha um filho na Câmara

Vem na Sábado:


Portanto este é um dos bravos do Câmara Corporativa que gostavam de ser mais papistas que o papa e que afinal eram apenas uns papalvos com a mania de serem muito sabidos. Devo confessar que aprecio o Abrantes no estilo do que escrevia que não no conteúdo e ainda apreciava o gosto musical que dizia ter. Não sei se é este Peixoto ou não e desconfio que não será.

Mesmo assim fica aqui uma pequena condescendência de adversário e por isso homenagem despropositada à eventual ingenuidade, descontando a palermice de se fazer passar por quem não era e assumir a defesa de um malfeitor nacional pensando que era por bem.  Coitado do Abrantes. Se é este Peixoto,  passou um mau bocado...

Esta canção de John Fahey relata a história de outro palerma que um dia viu a sua apaixonada a beijar outro indivíduo num baile e nem quis ouvir mais explicações, rompendo com ela. Anos mais tarde soube que era um irmão dela...





5 comentários:

Floribundus disse...

onde moro há uma administração de condomínio que privilegia os okupas da garagem

e pensa que as assembleias de condóminos substituem a AR

PqP

Adelino Ferreira disse...

Destes quem é o CEO

https://youtu.be/rb6EfpSA52U

AAA disse...

Gostava de ouvir o José sobre a entrevista de hoje no DN ao Dias Loureiro.

josé disse...

E vai ler...

Floribundus disse...


'num lado se pôe o loureiro,
noutro se vende o vinho'