Páginas

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Premência mediática sensacional

Cerca do meio dia e poucos minutos de hoje ocorreu um desastre de aviação, perto do aeródromo de Tires. Menos de duas horas depois, quase todos os canais televisivos reportam do local o acontecimento, com explicações das autoridades em directo. Já se sabe que pereceram cinco pessoas e que serão estrangeiros que se dirigiam para Marselha, para além de quatro feridos que foram atingidos no solo, perto de instalações de um supermercado ( Lidl). O presidente da República já foi ao local. Deve ter interrompido o almoço ou a sesta...
As imagens de colunas de fumo, ainda com fogo visível e do local do acidente passam em directo nas televisões.

É esta a realidade mediática em 2017: qualquer acontecimento extraordinário tem logo imagens em directo, algumas fornecidas por espectadores que filmam com telemóveis os acontecimentos e toda a gente em todo o país fica a saber tudo o que é visível sobre o acontecimento.

A estação de tv líder deste tipo de notícias é a CMTV, sem dúvida. Tem duas- equipas de reportagem- duas, no local que acompanham o caso "em permanência". Divide o écran em três imagens ( tal como faz nos relatos televisivos dos jogos de futebol) e o comentador de serviço alimenta a curiosidade voyeurística durante o tempo da sensação garantida. Às 14:30 chegam as "equipas da polícia judiciária" ao local. Estão atrasado! A CMTV já lá está há muito mais tempo. Os seus jornalistas nem devem ter almoçado devidamente. Umas sandes...se calhar.

As demais estações de tv, paulatinamente, têm imitado este estilo jornalístico em televisão porque sabem que se o não fizerem ficam para trás nas audiências. Assim se modifica o modo de noticiar em televisão.
O presidente da República já percebeu isto e alinha com esta nova forma de comunicar, ampliando o efeito.

Notícia do Observador:
  Habitantes em Tires que testemunharam o acidente de avioneta dizem ter visto "um avião aos ziguezagues" e elogiam a presença de Marcelo Rebelo de Sousa no local. A queda do avião provocou 5 mortos.

Pormenor importante que o/a jornalista/o destaca: "elogiam a presença de Marcelo Rebelo de Sousa". O presidente não precisa de assessor de imprensa...
E continua assim, com o destaque para a "imprensa internacional" e a presença de Marcelo:


 Uma avioneta despenhou-se esta segunda-feira em Tires, provocando a morte a cinco pessoas. O acidente está a fazer manchetes na imprensa internacional, que não ignoraram sequer a presença de Marcelo.


Será isto bom? Não me parece.

10 comentários:

joserui disse...

O mais extraordinário é que a maior parte das vezes os acontecimentos nada têm de extraordinário. Já o Marcelo é um fenómeno extraordinário.
Mas no FB via "amigos" americanos tenho visto de tudo… são as notícias do povo. Aquela história do passageiro arrastado para fora do avião da United… parece-me importante mostrar — e acordar para a realidade da desregulação selvagem e as suas consequências. Outras coisas não. Vai haver de tudo.

foca disse...

Deve existir uma razão qualquer para os Presidente (Junta, Município e República) irem a correr para o local, menos de duas horas após o incidente.

Bombeiros parece que já lá estavam.
O dispositivo municipal de proteção civil foi ativado (até porque estando lá o chefe da Câmara tinha mesmo de ser)
A PJ chegou entretanto
As televisões estão lá todas a entrevistas tudo o que mexe e faz algum barulho

Será apenas falta de ocupação desta gente toda?

Floribundus disse...

o entertiner deve ter chegado antes da queda

parece o 'Pepe, el rápido'

já chateia

zazie disse...

Anormalidade. Banalizam tudo em espectáculo

josé disse...

Acham que é assim que deve ser: incêncios, desastres, eventos, etc etc.

Uma anormalidade transformada em regra.

Para isto defendo...a Censura. Quer dizer, um código de ética. Ou seja, regras aceites por todos e que evitem esta estupidez colectiva.

Severo disse...

Como não podia deixar de ser, o emplastro apareceu de repente com a sua escolta pessoal. Resultado; aqueles que realmente tinham uma tarefa para cumprir, tiverem que ultrapassar este obstáculo inesperado. Simplesmente ridículo, mesmo para um país do terceiro mundo.

Anjo disse...

O beijoqueiro está em todas.

Não se entende as razões. Deve ser curiosidade mórbida e coscuvilhice pura. Simplesmente ridículo! Uma maria-vai-a-todas, sem ofensa para as Marias...

Floribundus disse...

MOTOR DE BUSCA AEIOU

Há vários advogados alvo de penhoras por causa de dívidas globais de 130 milhões de euros à Caixa de Previdência de Advogados e Solicitadores. Entre os implicados está João Araújo, o advogado de José Sócrates.

Neo disse...

Temos que nos habituar. A política do "25 de Abril sempre!" é um reality show.
Marcelo interpreta com grande sucesso a nova realidade.
Conheço socialistas empedernidos que o acham um must :)

A. Manuel Mendes disse...

Uma só palavra: Tiririca!