sexta-feira, julho 24, 2020

A oração de sapiência do acusado de corrupção

É óbvio que este indivíduo não tem vergonha de espécie alguma...e o que diz merece a credibilidade de um mentiroso.
Ainda por cima e segundo se vai sabendo pelas acusações produzidas e provas adjacentes, mesmo indirectas, foi apenas um dos principais almocreves do "gangue". Um porteiro, como o seu amigo Vara que está com os costados onde deve estar, por causa da mesma função. Dois pindéricos, portanto, no sentido de pelintras. Um já o é; o outro quer ser, à viva força para não justificar a prova indirecta.




Sem comentários:

2006 foi há 15 anos...