quinta-feira, 6 de agosto de 2020

O parque da inteligência intolerante

Normalmente, tudo o que este indivíduo escreve não vale o esforço de leitura. Para ser um pouco mais acintoso, não vale mesmo um peido.

Porém, estes escritos denotam uma onda, uma moda, uma tendência que vem toda destes lados que a revista Marianne denuncia na edição desta semana. E por isso o relevo que se dá.

O NYT, tal como o indivíduo, praticamente ocupam o tempo de escrita a dizer mal do Trump. Porque sim e basta.

É ler, da Sábado de hoje e da revista francesa desta semana. No caso do NYT é um pouco pior, até já incomoda os judeus, mas lá chegará o nosso macaquinho de imitação.




Por trás disto tudo, desta onda mediática, jaz o velho sonho do "homem novo", da revolução permanente que deixou marcas indeléveis nos esquerdóides de sempre e agora assume feição censória, capadora e de controlo do "outro" e da intolerância que sempre os animou.

Este JPP e outros do mesmo jaez parquearam a inteligência nesse lodo e já de lá não saem.  É o Trumo, o Chega, o racismo, o colonialismo e o feminismo. Tudo ao molho e besuntado de molho marxista.

Sem comentários: