terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Mais achas para a fogueira da corrupção

 Esta entrevista no Sapo a um português- André Corrêa d´Almeida-  emigrado nos EUA, permite entender com um reforço de clareza o que está em jogo na corrupção larvar, no nosso país.

Começa logo por uma definição de corrupção clara e objectiva: "abuso do poder confiado para obtenção de benefícios privados". Claro que nesta acepção,  a corrupção em Portugal é gigantesca, gargantuesca, endémica e até atávica. 

Criminalmente o conceito depura-se muito mas vai dar ao mesmo: é sempre um abuso do poder que está confiado a alguém que jurou cumprir com lealdade as funções confiadas.  









Sem comentários:

Os escombros do apocalipse