Páginas

quinta-feira, 3 de maio de 2012

JPP, o doutrinador de classe

José Pacheco Pereira está a dizer no programa Quadratura do Círculo, na SICN que uma boa parte das pessoas que foram ao Pingo Doce no dia 1 de Maio aproveitar o desconto de 50% nas compras se a despesa fosse superior a 100 euros, o fizeram com vergonha. Já repetiu a aleivosia duas ou três vezes.

Este JPP não se enxerga e não enxerga a realidade nacional. Mas está ali a dar lições de sociologia de bolso...
Será que JPP conhece uma cadeia de lojas de retalho de pronto-a-vestir chamada Sacoor Brothers e que faz descontos semelhantes todo o ano, através de promoções judiciosas em épocas especiais ( Natal, Páscoa e assim) através de cartões de fidelização, com sms a avisar?
Não conhece ou então nada conhece da realidade nacional actual.

Mas conhece certamente as barraquinhas da Feira do Livro que decorre em Lisboa. Muitas delas têm descontos muito próximos ou mesmo superiores a 50% em alguns livros...e os envergonhados do Pingo Doce perdem aí toda a vergonha...

12 comentários:

zazie disse...

Alimento espiritual, José. Não se esqueça.

E quem vende livros não é capitalista a explorar a miséria do povo.

Esses são os que alimentam o estômago e pior ainda quando todos lucram.

Estes intelectuais são uns imbecis.

zazie disse...

José: eles não assumem mas o problema foi o símbolo.
Era dia de luta e aquilo foi provocação às vísceras e ao pragmatismo.

Até me admira como ainda não disseram que foi para desviar a revolta colectiva para a poupança familiar

hajapachorra disse...

Vergonha? de comprar com desconto? está tudo doido ou é só o JPP? eu tenho é vergonha de um país com uma trampa de livrarias que acham que fazem uma grande coisa quando tiram 10%. Há décadas que em Roma, por exemplo, é possivel comprar edições de clássicos, os opera omnia de Maquiavel, de Petrarca, etc. com... 75% de desconto (na Livraria San Silvestro, que fica, obviamente, na Piazza San Silvestro) ou 50-60% nas livrarias da via del Corso, presso Montecitorio). Haverá cromos que olham ao dento do cavalo dado? Bilbiómanos (duvido que seja bibliófilo e menos ainda bibliólogo) que nunca tenham pecado no The Book Depository? O que é triste é que mesmo assim o 'historiador' Pacheco ainda é do menos mau que 'aparece'.

Vivendi disse...

Anda por aí uma grande euforia de prós e contras à ação do Pingo Doce.

Nem 8 nem 80. O que fazer para escaparmos a tanto circo?

Vejam o exemplo do que fez o Carrefour e não é uma campanha de um dia.

Carrefour deixa de cobrar IVA a clientes com mais de 65 anos.

A cadeia de hipermercados Carrefour vai deixar de cobrar IVA a clientes com mais de 65 anos.
Este desconto será imediato e vai recair sobre produtos comprados no talho, peixaria, frutaria, padaria, charcutaria, pastelaria, refeições preparadas, ovos, legumes e queijos.

Leia mais em:

http://www.ionline.pt/mundo/carrefour-deixa-cobrar-iva-clientes-mais-65-anos

E quem é aqui o bobo da festa? O estado comedor de impostos.

Em Portugal não há quem não queira trajar de palhaço. Basta ver o estado do país.

vivendi-pt.blogspot.com

Carlos disse...

P

Carlos disse...

Afinal de contas, qual a surpresa da iniciativa do S.S. do Pingo Doce?

A próxima iniciativa deste S.S., deve ser a abertura de um "Biedronka" em Auschwitz, com oferta de gás aos seus consumidores.

...calma! para os de ódio contrário e de acordo com as mais elementares regras instituídas pelas autoridades da regulação e lvre concorrência, também vai abrir uma merda qualquer na Praça Vermelha (encarnada para os mais sensíveis), com oferta de um plano de férias na Sibéria, para todos os clientes.

mujahedin مجاهدين disse...

Epá, também V. com essa conversa de ódios, Carlos? Deixe lá esse paleio da treta para os neo-cromos. A única coisa que vale a pena odiar é cerveja morta e vinho mau...

zazie disse...

São papagaios. Traduzem o "hate" americano por "ódio" e tudo por causas de cu.

Carlos disse...

José, em 26.04.2012

"25 de Abril: o mito

"Mas tenho um ódio de estimação: o comunismo.E já o tinha nessa altura."

Neo-cromo? papagaio?

josé disse...

"ódio de estimação" é uma expressão idiomática, para mim.

josé disse...

Nem gosto de utilizar a palavra ódio por ser demasiado odiosa...ahahahah!

Carlos disse...

...ahahahah!