Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

O real surreal já deu à costa.

Na SicN está um tal Delgado, um indivíduo de inteligência rara há muito tempo ( é por isso que anda na SIC a comentar coisas) a dizer disparates em rajada.
Disse que achou estranho que o primeiro-ministro fosse ao Parlamento esclarecer em "aberto" os problemas dos serviços de informação e ao mesmo tempo espera que os dados recolhidos pelo ex-director do SIED nas agendas pessoais, virtuais e reais, sejam devidamente escrutinados. Espera que venha tudo "cá para fora".
Ao mesmo tempo equaciona a inocência de Relvas porque não pode ser prejudicado por conhecer o tal Carvalho.




3 comentários:

Floribundus disse...

o mal gálico do séc.xvi chama-se sífilis.
por vezes o treponema instala-se nos cérebros de alguns portugueses e estes entram em delirio.

hoje na França falida encontra-se um novo mal gálico, o do sr. politicamente descendente do 'vidraceiro' miterrand

zazie disse...

O Delgado? O Luís Delgado: a Susan Sarandon dos sissy hawks?

ahahahahahah

Luis disse...

É a segunda semana seguida que este Delgado toma as dores de parto do MR. Estará a ser pago para fazer o que o outro fazia no twitter? Isto é, desinformação.
Que MR tenha cuidado, se se afirma demasiado vitima de JSC pode ser que este comece a revelar outros encontros não falados.
E depois é que esta treta descamba. A 1.ª ameaça está feita: pedir levantamento do vinculo ao segredo de Estado, como se quisesse e pudesse falar em claro sobre tudo.
Tal como o reitor da Independente arrolou o "outro", também vou ver JSC arrolar MR como testemunha no processo; isto se ficar só por este.