Páginas

quarta-feira, 1 de abril de 2015

O estranho mistério de 14 milhões de euros

 Expresso:

O empresário que deu 14 milhões a Ricardo Salgado não fala do assunto porque não quer violar o segredo de justiça e, acima de tudo, não pretende auto incriminar-se. Hoje respondeu por escrito às perguntas dos deputados da comissão parlamentar de inquérito.

Os 14 milhões, segundo a historieta de Salgado, foram uma prenda. A ideia não lhe apareceu necessariamente da verdade mas da conveniência estudada com os advogados, eventualmente aquele sócio do trio los dos que era advogado do inenarável e pediu escusa em favor do Araújo.
Se foram prenda nada teria de mal ou criminoso. Mas parece que prenda é a história que contou para enganar meninos e continuar a papar o pão dos depósitos.

Agora aparece o doador a dizer que não fala do assunto para não se "auto-incriminar". Ou seja aquela versão estudada com os advogados do costume pode muito bem ser uma rotunda mentira e pode constituir crime. Veremos onde chega...às tantas ainda acaba como remuneração por serviços prestados. Jurídicos, eventualmente e sem laudo da ordem.


3 comentários:

Floribundus disse...

creio ser do Sermão da Montanha
“Guardai-vos de fazer vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles. Do contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está no céu.
Quando, pois, dás esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Em verdade eu vos digo: já receberam sua recompensa. Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que fez a direita. Assim, a tua esmola se fará em segredo; e teu Pai, que vê o escondido, recompensar-te-á.”

josé disse...

Pois é isso: o Guliherme é um bem aventurado. Parece que sempre foi... mas um dia pode deixar de ser.

BELIAL disse...

"não toques a trombeta diante de ti"

Também acho.
Melhor, não.

Atentado ao pudor...complicado. -:)