sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

O génio do estalinismo à espreita...

 Daqui, Corta-Fitas, um postal sobre um tal David Marçal que é este melro cheio de si mesmo.  Aqui está um pouco mais retratado, como autor de obras de divulgação. É funcionário público universitário e segundo leio tem interesse em catalogar opinião unânime sobre o que dizem os que governam actualmente. Entende-se. Um funcionário é sempre um funcionário se quiser ser exemplar e colher proveitos disso. 

No Corta-Fitas o retrato é um pouco mais brando mas não menos ácido e revelador do que pretende este Marçal: cortar o pio a dissidentes do discurso oficial sobre a crise sanitária. Nem sequer aproveita os exemplos que colheu no trabalho que fez para divulgar, juntamento com outro funcionário público universitário...



Sem comentários: